Início / Artigos / ONU decide prolongar massacre no Haiti

ONU decide prolongar massacre no Haiti

Como era esperado, o genocida Conselho de Segurança da ONU decidiu prorrogar a permanência das tropas militares da MINUSTAH por mais 1 ano no Haiti. A campanha pela retirada das tropas brasileiras continua!

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) decidiu hoje, 13/10/2009, por unanimidade que a ocupação militar comandada pelo exército brasileiro, chamada “missão de paz”, permanecerá no Haiti por pelo menos mais um ano. Em Junho passado completou cinco anos!

Os mandantes deste massacre que têm assento no Conselho de Segurança da ONU continuam alegando que a situação no país caribenho ainda constitui uma ameaça à paz e à segurança internacionais. (!!!)

A campanha para que Lula retire os soldados brasileiros do Haiti continua. O Governo brasileiro já gastou mais de R$ 700 milhões com o envio das tropas desde 2004.

Para entender melhor a situação, indicamos a leitura de um artigo de fundo escrito pelo camarada Caio Dezorzi no ano passado, justamente quando a ONU havia prorrogado a ocupação militar por mais 1 ano. Leia o artigo aqui: Parem o massacre no Haiti!

Assista também ao vídeo abaixo que mostra a ação assassina da “missão de paz”:

Neste próximo dia 15 de Outubro, nos somamos à CUT, ao MST e diversas organizações do movimento social, operário e popular, chamando todos para o Ato de Prestação de Contas da Comissão Internacional de Investigação sobre o Haiti (uma comissão composta por companheiros de diversos países, patrocinada pelo escritor uruguaio Eduardo Galeano, que esteve no Haiti entre 16 e 20 de Setembro de 2009).

Ato de Prestação de Contas da Comissão Internacional de Investigação sobre o Haiti
Dia 15 de Outubro de 2009, às 19h.
Na Assembléia Legislativa do Estado de SP, Salão Tiradentes

Deixe seu comentário

Leia também...

O discurso do Presidente dos Estados Unidos nas Nações Unidas: A mensagem de Donald Trump ao Mundo

No dia 19 de setembro, o presidente Donald Trump pronunciou o seu primeiro discurso na …

Deixe uma resposta