Início / Artigos / Arte & Cultura / Notas sobre o filme Catastroika: a miopia sobre o capitalismo

Notas sobre o filme Catastroika: a miopia sobre o capitalismo

Estava vendo, através Youtube, um filme grego chamado Catastroika e me deparei com uma abordagem no mínimo cândida (Naomi Klein também embarcou nesta): todos os desastres econômicos atuais resultam de uma opção equivocada pelo neoliberalismo. Friedman e Hayek (Universidade de Chicago), talvez por desfastio (os professores de economia desse tipo não têm, certamente, muito o que fazer em suas cátedras), teriam inventado o neoliberalismo e encontrado na ditadura de Pinochet a possibilidade de experimentar suas receitas na prática. Assim, por querer… Então, o neoliberalismo foi primeiro imposto por uma ditadura feroz através de um golpe militar acompanhado do fechamento do parlamento, com a ajuda dos eletrochoques, paus de arara, assassinatos em massa, torturas etc. Pelo visto, também montaram o laboratório. Assim, por querer… Quando se fala de opção equivocada pressupõe-se que haveria a opção correta. Qual seria esta? O filme não nos esclarece. Depois do “êxito” chileno, Thatcher e Reagan se tornaram amantes incondicionais da ideia e iniciaram sua implantação em escala global, sacrificando um ou outro dos direitos civis e constitucionais de seus povos. Uma bela história, mas que nada explica. Os keynesianos de todos os matizes agora lavam as mãos, apontando os neoliberais como os únicos “culpados” pelo desastre. Não olham para o próprio rabo. Esta não é a crise do modelo neoliberal, essa suposta escolha infeliz. Esta é a CRISE do capitalismo. E bem mais profunda do que pode imaginar a vã filosofia dos mortais.

 

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Uma análise sobre a assembleia do SATED e de seu processo eleitoral

Para que deve servir um sindicato de artistas e técnicos de espetáculos? No dia 4 …