Início / Sem Categoria / NOTA DENÚNCIA: PISTOLEIROS ATACAM OCUPAÇÂO QUE TENTA BARRAR LIXÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA

NOTA DENÚNCIA: PISTOLEIROS ATACAM OCUPAÇÂO QUE TENTA BARRAR LIXÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA

Era para ser uma manifestação pacífica comemorativa do DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE, a ocupação de uma área verde abandonada na cidade de Fazenda Rio Grande (região metropolitana de Curitiba) em que movimentos sociais e populares denunciavam a implantação de um LIXÃO na cidade e reivindicavam área para moradia popular, mas, na madrugada de sábado para domingo, por volta das 2 às 4 da manhã, um grupo de aproximadamente 10 pistoleiros – a mando do Prefeito da Fazenda Rio Grande e da empresa que tenta implantar um LIXÃO na cidade (Estre Ambiental) – entraram na área do acampamento, atirando, batendo em mulheres (inclusive grávidas e idosas) e incendiando os alojamentos, destruindo equipamentos (cozinha) e danificando alimentos, com 4 feridos graves.

Chamada, a polícia local esteve presente e apenas assistia o massacre sem pedir reforço. Com a chegada de uma equipe da DEFENSORIA SOCIAL – inclusive um advogado – os tiros cessaram e os pistoeiros se dispersaram no meio do mato. Um grupo de companheiros, inclusive do MST – como forma de resistência – interditaram uma das principais avenidas da cidade (avenida Portugal) onde se localizava a área do acampamento, reuniram pneus ateando fogo para chamar a atenção.
Amanhecia e, considerando ser um domingo de feriado, não havia imprensa disposta a se deslocar de Curitiba para a cidade onde ocorria o conflito – há cerca de 20 km da capital paranaense – e nem tão pouco representantes de organizações populares se dispuseram a ir ao local. Apenas no final da manhã chegou um repórter do Jornal Brasil de Fato (Pedro Carrano) informando que havia sido passado um e-mail para todos os meios de comunicação e um vereador que tem um programa numa TV Local (Caio) foram registradas as imagens da violência. Na área do acampamento foram recolhidas diversas BALAS (ponto 40, estanho e 38).
Apesar do tumulto causado com o fechamento da avenida com pneus sendo queimados, até às 13 horas, nem a polícia e tão pouco qualquer autoridade esteve no local, apenas uma pequena delegação do Psol de Curitiba.
Um detalhe curioso é que na hora do tiroteio praticado pelos pistoleiros, estranhamente, a luz da cidade foi desligada como que numa ação integrada e coordenada.
Para quem não conhece, é dificil imaginar esse cenário num dos Estados mais desenvolvidos do país, mas aqui impera corrupção, coronelismo e pistolagem.
Não é à toa que uma grande manifestação contra a CORRUPÇÃO POLÌTICA no Estado está programada para esta terça feira, dia 8, na Boca Maldita no centro da cidade.
OBS – A cidade da Fazenda Rio Grande é administrada pelo PSDB que tem como candidato ao Governo BETO RICHA e a Presidente o famigerado SERRA.
Fonte: Leonardo Moreli

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …