Nota aos companheiros petistas

A Esquerda Marxista, tendência do Partido dos Trabalhadores, expressa sua posição referente a repercussão na imprensa e entre lideranças petistas municipais sobre o arquivamento de abertura de comissão de ética decidido pela Executiva Estadual do PT SC:

Executiva Estadual do PT/SC teve uma postura democrática e correta em recusar o pedido de abertura do processo de comissão de ética contra o vereador petista, Adilson Mariano;

O objeto do pedido de expulsão por infidelidade partidária nunca teve qualquer fundamento. Nunca houve debate, decisão ou resolução nas instâncias partidárias municipais sobre os diferentes temas apontados. Nunca houve infidelidade partidária por parte do companheiro Adilson.

Mariano nunca pediu o impeachment de Carlito Mers. Ao contrário, se opôs e desmontou a tentativa feita por vereadores da direita, que estes sim, estavam aliados com o prefeito na eleição da Mesa da Câmara e detinham cargos na prefeitura até pouquíssimo tempo atrás.

O companheiro Mariano mantem uma postura firme, corajosa e coerente com as lutas da classe trabalhadora e com os princípios que constituíram este grande partido de classe, o Partido dos Trabalhadores, do qual somos, também, fundadores.

O pedido de expulsão de Mariano foi anunciado publicamente, pelo presidente do Diretório Municipal do PT de Joinville, junto com a ameaça de desfiliação do companheiro Ulrich, presidente do sindicato dos servidores municipais mostrando claramente que se tratava de uma reação (desmedida e equivocada) contra a greve dos servidores. Este tipo de postura nunca apareceu durante os oito anos de governo Lula apesar das dezenas de greves de servidores federais dirigidas por companheiros petistas, entre eles, companheiros da Executiva Nacional da CUT que também são petistas. O conjunto dos servidores federais do Brasil anunciam greve a partir do dia 15 de agosto. A maioria dos dirigentes é do PT. Temos certeza de que a Direção Nacional do PT não vai em nenhuma hipótese ameaçar com expulsões ou qualquer sansão estes companheiros. Ao contrário, vaio tentar ajudar a resolver positivamente a situação.

O Partido dos Trabalhadores é uma organização democrática que tem Estatuto, programa e história. Entendemos que temos o direito de defender os princípios contidos nestes documentos, bem como as bandeiras construídas e defendidas historicamente pela militância do partido.

Consideramos caluniosas e nocivas ao PT declarações na imprensa tentando nos acusar de defender “luta armada”. Assim como não defendemos “invasões”, mas sim, e nos orgulhamos disso, defendemos as ocupações de terras e de fábricas como meio dos trabalhadores rurais e urbanos defenderem seus direitos, suas reivindicações e sua própria sobrevivência.

Há espaço e vontade de nossa parte para a retomada do dialogo e de contribuição ao debate para ajudar no fortalecimento do partido. Com um PT forte, democrático, independente, classista e socialista, podemos conquistar importantes reivindicações do povo trabalhador, motivo da existência do partido, e prosseguir nossa luta pelo socialismo.

Saudações petistas,

Coordenação da Esquerda Marxista

Deixe seu comentário

Leia também...

Comunicado da Corrente Marxista Internacional sobre o referendo da independência catalã

Nós publicamos aqui um comunicado da Corrente Marxista Internacional sobre a crise na Espanha. O …

Deixe uma resposta