Início / Artigos / Internacional / Na semana passada os estudantes novamente saíram às ruas em Santiago do Chile

Na semana passada os estudantes novamente saíram às ruas em Santiago do Chile

 

Estudantes secundaristas e universitários chilenos retomaram suas mobilizações e se enfrentam à polícia em uma manifestação que reuniu mais de 70 mil jovens nas ruas de Santiago. Dezenas de jovens foram detidos, informou a Assembleia Coordenadora de Estudantes do Ensino Médio. Veja nas fotos abaixo a agressividade das tropas de Piñeda. As fotos são de Felipe Trueba e Mario Ruiz/Efe

A manifestação partiu da Universidade de Santiago do Chile. Quando passava pela Alameda, a mais importante Avenida de Santiago, tiveram início os enfretamentos com a policia que usou bombas e jatos de água contra os manifestantes e muita pancadaria.

A principal reivindicação dos estudantes é a de que o ensino básico e secundário seja administrado pelo governo e não pelos municípios, Mas desta feita os estudantes querem influir na discussão do orçamento para 2013. Piñeda se nega a abrir o diálogo.

No Chile apenas 40% dos jovens estão matriculados nas escolas públicas e como estão municipalizadas acabam cobrando taxas que a maioria não pode pagar.

Está marcada nova manifestação para 11 de outubro. .

No ano passado várias manifestações foram realizadas em defesa do ensino público e gratuito. O movimento deu início a uma tênue conexão com as lutas dos trabalhadores, mas o bloqueio realizado pelos dirigentes sindicais e pela direção do Partido Comunista Chileno não permitiu que as lutas realizassem o salto necessário. Há que derrubar Piñeda e todas as heranças da ditadura. Abrir uma perspectiva socialista é uma necessidade!

Deixe seu comentário

Leia também...

Eleições municipais na Venezuela: ala revolucionária do movimento desafia a burocracia

O fato de que os principais partidos de oposição venezuelanos decidiram boicotar as eleições municipais …