Início / Artigos / Internacional / Mensagem de Leilah Khaled aos participantes do FSM- Palestina Livre

Mensagem de Leilah Khaled aos participantes do FSM- Palestina Livre

 

Leilah Khaled foi uma, dentre tantos, que teve sua participação boicotada no FSMPL. Ela enviou esta saudação aos participantes do Fórum. A divulgamos para conhecimento de todos os nossos leitores.

Queridos companheiros e amigos, 

Estou muito feliz por vocês estarem unindo suas vozes nesse WSF-Free Palestine. 

Tenho certeza que vocês traçarão estratégias e planos para o futuro. Um futuro que acredito será mais brilhante e duradouro, enquanto vocês estiverem ao lado dos palestinos lutando contra os sionistas que ocupam nossas terras : a PALESTINA.

Tenho certeza que vocês estão trabalhando e se comprometendo com uma causa justa para a qual muitos dos nossos deram suas vidas – são nossos MARTIRES. Enquanto outros ainda estão nas cadeias de Israel sofrendo – PRISIONEIROS POLÍTICOS: eu saúdo vocês com todo amor e gratidão por essa causa. 

Companheiros e amigos:

Mesmo com todos os obstáculos e opressão vindos da parte dos sionistas e seus colaboradores para impedir o WSF-Free Palestine, todos vocês se empenharam nesta hora com a certeza que suas vozes alcançariam o mundo inteiro para libertar e lutar pelos que ainda EXISTEM E RESISTEM.

Os imperialistas e sionistas estão muito preocupados agora porque vocês estão nesse fórum. Isso é uma resistência da qual estou muito orgulhosa de fazer parte. 

Eu queria muito estar com vocês pessoalmente, mas infelizmente eu não pude estar por razões que vocês serão informados.

De novo, do fundo do coração eu mando minhas calorosas saudações para os comitês pelas causas políticas da humanidade. A causa palestina, NOSSA CAUSA PELA LIBERDADE E PELA LIBERTAÇÃO NÃO PODE SER DIVIDIDA. Em face da brutalidade das ocupações, nós temos que estar unidos em nossas lutas. 

GLOBALIZAR AS NOSSAS LUTAS E ENFRENTAR A GLOBALIZAÇÃO IMPERIALISTA E SIONISTA PARA LIBERTAR A PALESTINA. 

LONGA VIDA AO POVO LUTADOR!

NÓS VENCEREMOS!

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Catalunha pronta para se levantar

Jorge Martin narra como a prisão de dois funcionários catalães reacendeu o movimento de massas …