Início / Luta de Classes | Ver Mais / Menos horas para o patrão!

Menos horas para o patrão!

Hoje, a jornada de trabalho dos brasileiros é de 44 horas semanais. Várias centrais sindicais, dentre elas a CUT, levaram de forma bastante modesta uma campanha pela redução da jornada para 40 horas semanais. Os capitalistas dizem que se reduzir a jornada, vários comércios irão fechar e o desemprego irá aumentar. Mas isso é falso! O verdadeiro interesse deles é explorar ao máximo os trabalhadores para terem o aumento de seus lucros. Segundo o DIEESE, a redução para 40horas semanais geraria 2 milhões e 500 mil novos postos de trabalho no país. Além disso, mesmo em outros países capitalistas, a jornada de trabalho é inferior à brasileira (veja tabela abaixo). Na Venezuela, o processo revolucionário já fez baixar a jornada para 40 horas semanais, o referendo constitucional votado no ano passado propunha a redução para 36 horas, apesar da derrota das propostas de mudanças na constituição, o presidente Hugo Chávez se comprometeu a ir abaixando gradativamente a jornada para chegar às 36 horas semanais até 2010.

No fundo, se o trabalho fosse dividido entre todos os seres humanos de forma racional, coisa que o capitalismo jamais poderá fazer, cada pessoa poderia trabalhar muito menos que 40 ou 30 horas semanais, sobraria tempo para o lazer, o descanso e o estudo, ou seja, sobraria tempo para o desenvolvimento individual e coletivo da humanidade, mas o capitalismo necessita da exploração da força de trabalho e da manutenção de um exército de desempregados. Tal fato só reforça a urgente necessidade da edificação do socialismo em todo o mundo.

Deixe seu comentário

Leia também...

Panfletagem nas fábricas contra a Reforma da Previdência e pela revogação de todas as reformas de Temer

Na noite desta terça-feira (05/12) a Liberdade e Luta esteve em frente a fundição Tupy, …