Início / Artigos / Marrocos: Greve Geral paralisa a Região de Ouarzazate (Sul) – Novo apelo de solidariedade

Marrocos: Greve Geral paralisa a Região de Ouarzazate (Sul) – Novo apelo de solidariedade

A corrupta e sanguinária monarquia marroquina foi abalada pela primavera árabe e tenta maquiar o regime com reformas cosméticas. Greves e manifestações se desenvolvem. A seção marroquina da CMI participa ativamente das lutas construindo a perspectiva da revolução socialista do Marrocos e do Magreb. Agora são os mineiros que lutam e são duramente reprimidos. É preciso solidariedade internacional imediata.

A corrupta e sanguinária monarquia marroquina foi abalada pela primavera árabe e tenta maquiar o regime com reformas cosméticas. Greves e manifestações se desenvolvem. A seção marroquina da CMI participa ativamente das lutas construindo a perspectiva da revolução socialista do Marrocos e do Magreb. Agora são os mineiros que lutam e são duramente reprimidos. É preciso solidariedade internacional imediata.  

A luta dos mineiros de Bouazar está entrando em uma etapa crucial graças à mobilização das massas nas cidades de Ouarzazate e Taznakht. Quinze mineiros foram detidos desde então e estão sendo levados ao tribunal sob a acusação de obstrução da liberdade de trabalhar durante seus dois dias de greve, em 10 e 11 de outubro. Esta luta goza de grande simpatia, em todo o país e internacionalmente, entre a juventude, os estudantes e os trabalhadores da região. A repercussão na mídia marroquina é, como se esperava, muito fraca. O sistema multiplica o erguimento de barreiras de silêncio em torno do assunto. Isso é um sintoma de seu medo desta batalha exemplar.

No entanto isso não enfraquecerá a determinação e a militância dos mineiros de Bouazar nas cidades de Taznakht, Ouarzazate e toda sua região. As manifestações começaram em Taznakht na sexta-feira, 12, reunindo as famílias dos trabalhadores, estudantes e colegiais. Embora a manifestação do sábado tenha sido grande, a do domingo foi ainda maior com mais de mil pessoas protestando. As palavras de ordem eram mais combativas e revolucionárias.

Na segunda-feira, 15 de outubro, a confederação sindical CDT convocou uma greve geral regional. A participação foi grande, envolveu trabalhadores de todos os setores da atividade econômica. Seis mil trabalhadores marcharam pelas ruas de Ouarzazate (ver vídeo). As forças da repressão estavam completamente ausentes. A marcha alcançou o Palácio da Justiça que foi cercado pelos trabalhadores. Somente quando os manifestantes tentaram acampar em frente ao Palácio foi que a polícia tentou intervir. Houve algumas escaramuças com a polícia, mas ela estava temerosa e assustada, sem saber o que fazer. Em certo momento, os policiais estavam implorando aos trabalhadores para manterem a calma, mas os trabalhadores estavam preparados para confrontá-los, em caso de necessidade.

O julgamento dos detidos não respeitou quaisquer formalidades: foi realizado a portas fechadas, sendo impedida a entrada dos familiares e do público no tribunal. A polícia fechou todas as entradas que circundam o edifício. Durante a noite as negociações entre a confederação sindical e o Ministro da Justiça não alcançaram uma conclusão satisfatória, ou seja, a libertação de todos os mineiros detidos.

Os mineiros decidiram parar o trabalho novamente por 24 horas e durante a noite houve uma nova manifestação de protesto.

Pedido de apoio e solidariedade internacional

Trabalhadores de Marrocos e do mundo;

Queridos militantes e lutadores sindicalistas de todos os lugares, os trabalhadores de Bouazar necessitam desesperadamente de vossa solidariedade.

Escrevam mensagens de protesto à: Compagnie de Tifnout Tiranimin

Ministry of Energy and Minerals:

Email: Webmaster@mem.gov.ma

Fax: 00212537688863

Telephone: 00212537688857

Por favor, enviem uma cópia da mensagem de protesto, faxes com mensagens de solidariedade à Marxist contact@marxy.com  para que cheguem aos trabalhadores.

Você pode enviar mensagens de solidariedade ao Executive Office of the CDT Fax/ Phone: 00212522994473 ou ao ramo local do CDT de Ouarzazate Fax:/Phone: 00212524887142.

Ou ainda: coloque suas mensagens de solidariedade ao grupo local do CDT no Facebook. A solidariedade é necessária para elevar o moral dos trabalhadores e de suas famílias e para demonstrar que não estão isolados em sua luta contra a exploração!

A solidariedade é necessária para que os gerentes e proprietários da empresa saibam que os trabalhadores não estão sozinhos!

Longa vida à solidariedade dos trabalhadores!

Liga Comunista de Ação

**************************************************************************************************************************************************************************************

Modelo de Moção:

Nós, trabalhadores brasileiros, exigimos do governo de Marrocos a imediata libertação dos mineiros que foram detidos pela repressão. Apoiamos a luta dos trabalhadores mineiros de Marrocos e desejamos que sua greve tenha êxito! Exigimos que suas reivindicações sejam atendidas.

A classe operária é internacional!

Nome:

Entidade:

Fone:

Email:

Deixe seu comentário

Leia também...

Argentina: nossa posição diante das eleições primárias abertas

Atualmente, nós da classe trabalhadora, estudantes e camponeses vivemos uma forte investida da direita em …