Início / Teoria / Homenagem aos que tombaram no golpe de 11 de setembro de 1973, no Chile de Allende e Pinochet

Homenagem aos que tombaram no golpe de 11 de setembro de 1973, no Chile de Allende e Pinochet

Há 40 anos Pinochet dava um golpe militar sangrento no Chile e massacrava milhares de combatentes sociais, comunistas, socialistas, sindicalistas e simples democratas. Pinochet havia sido nomeado ministro do exército por Salvador Allende, o socialdemocrata que se orgulhava de sua chamada Unidade Popular, uma aliança de colaboração de classes com a burguesia chilena. 
Allende, pessoalmente valente e honesto, era, entretanto um convicto defensor da colaboração de classes com o “setor democrático da burguesia”. Como a maioria da direção de nosso partido faz hoje. Com isso desarmou política e militarmente os trabalhadores, permitiu o “avalentonamento” dos fascistas, com a ajuda e empenho do Partido Comunista e do Partido Socialista desarmou e desmontou os “Cordones Industriales”, espécie de Soviets operários que se formaram para defender a revolução.
Allende morreu cercado e bombardeado pelo exército de Pinochet. O golpe foi preparado pela e junto com a CIA. O proletariado foi esmagado e a juventude caçada. Victor Jarra, o grande cantor e compostor de esquerda teve as mãos cortadas num estádio. E a noite se abateu sobre o Chile.
E tudo com a bendição da Santa Madre Igreja.

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Lições dos quatro primeiros congressos da Internacional Comunista

Discutiremos aqui os quatro primeiros congressos da Internacional Comunista (IC), ainda dirigidos por Lenin e …