Início / PT / Grande plenária contra a expulsão de Mariano do PT de Joinville

Grande plenária contra a expulsão de Mariano do PT de Joinville

Mais de 100 petistas e simpatizantes de Joinville e região atenderam ao chamado da Esquerda Marxista e reuniram-se na tarde de sábado (dia 27) no plenarinho da Câmara de Vereadores de Joinville para demonstrar apoio ao Vereador Adilson Mariano que está sendo ameaçado de expulsão do partido por iniciativa do prefeito de Joinville e outros.

Mariano está sofrendo esta ameaça porque ele lutou ao lados do funcionalismo publico e do Sinserj (Sindicato dos Servidores Municipais de Joinville), que foram obrigados a realizarem mais de 30 dias de greve para que o prefeito, que também é do PT, abrisse negociações. A greve ocorreu porque Carlito, o prefeito, insistia que daria reajuste zero aos trabalhadores e exigia que a mobilização terminasse, caso contrário não negociaria, configurando assim prática antisindical, o que fere os preceitos da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Mariano, em coerência com sua trajetória de lutas e em consonância com o programa de fundação do PT e respeitando seu Manifesto de fundação, se colocou ao lado dos trabalhadores. Carlito Merss viu nisso uma afronta a seu governo e ao partido. Desde então busca expulsar Mariano.

A Direção Estadual do PT convocou a Comissão de Ética para apurar os fatos, mas descartou que o pedido seja para analisar a expulsão. Carlito e outros ligados a ele, não aceitaram a decisão do Diretório Estadual e afirmam que recorrerão da mesma.

Para travar a batalha na defesa do PT e de Mariano, no dia 27 foi realizada a plenária convocada pela Esquerda Marxista de Joinville.
A reunião teve inicio com uma fala do vereador que explicou onde se originou o pedido de sua expulsão e que ele não desobedeceu nenhuma decisão partidária. Disse ele: “Esse pedido de expulsão é um ataque à organização dos trabalhadores e da juventude. Que frente à ameaça de recurso da Carlito cabe a todos nós, nos organizarmos para nos defendermos, defender o partido.”
Mariano é candidato as prévias do PT
A reunião, além de discutir a luta contra a expulsão de Mariano apresentou uma manifesto lançando sua candidatura às prévias no partido. Caso vença as prévias Mariano será candidato a prefeito de Joinville pelo Partido dos Trabalhadores.

Mariano recebeu apoio de várias lideranças total apoio à sua candidatura e contra sua expulsão, dentre elas: o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej), Urilch Beathalter; Serge Goulart, membro do diretório nacional do PT e coordenador nacional da Esquerda Marxista; Daison Colzani, presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Univille; Clarice, coordenadora da regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação; o presidente da União Joinvilense dos Estudantes Secundaristas, Iago Paqui; moradores e dirigentes da Associação de Moradores do Ademar García e dezenas de militantes do PT.

Uma próxima reunião foi marcada para o dia 29 de outubro para impulsionar a campanha de Mariano às prévias a prefeito e organizar a sua defesa. A luta continuará até que cessem as ameaças!

Deixe seu comentário

Leia também...

Resposta de Ulrich a Carlito Merrs, prefeito de Joinville

Carlito Merss, atual Prefeito de Joinville, em entrevista ao jornal Notícias do Dia, edição de …