Início / Sem Categoria / Grande ato Unificado em Florianópolis

Grande ato Unificado em Florianópolis

*Tiago Duarte do Nascimento

Passeata unitária pelas ruas de Florianópolis

Após a CNTE/CUT chamar uma greve nacional nos dias 14,15 e 16 de março o SINTE (Sindicatos dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina) realizou uma assembleia geral no dia 15 de março em Florianópolis com trabalhadores de todo o estado. Esse dia foi marcante para o estado de Santa Catarina, mostrou a resistência da classe trabalhadora e sua disposição de luta contra o governo de Raimundo Colombo, um governo privatista que desrespeita os direitos básicos dos catarinenses.

No dia 15 de março além do SINTE indicar greve para o dia 17 de abril caso o governo não atenda as reivindicações, foi realizado um grande ato unificado com diversos movimentos, sociais, sindicais e estudantis. O ato teve inicio com a saída do SINTE do CENTROSUL, na entrada de Florianópolis, em passeata até a frente da Assembleia Legislativa do Estado. Ali a passeata se encontrou com os movimentos sindicais e sociais. 

O SINTRASEM esteve presente no ato exigiu a implementação da lei do piso nacional do magistério. Os trabalhadores do serviço público federal estavam lançando a campanha salarial unificada; o movimento dos atingidos por barragens (que encerrava sua jornada nacional de luta) saíram do acampamento na Eletrosul e se uniram ao ato, o SINTRATURB, SINTAEMA, SINTESPE, SINERGIA, SINTRAM-SJ, FETRAM-SC e a CUT, entre outros sindicatos, bem como os professores e estudantes da UDESC e da UNE e UBES também estiveram presentes apoiando a luta e a valorização do magistério catarinense e nacional.

A luta pela valorização da educação, do serviço público, do direito a terra, do direito ao teto, deve ser unificada como foi o grande ato do dia 15 de março.

A greve nacional chamada pela CNTE/CUT foi apenas o primeiro passo para a unificação dos trabalhadores em educação, a batalha continua em todo o Brasil, pela valorização do profissional em educação! Há que se abrir a perspectiva da greve geral dos professores, por tempo indeterminado, em todo o território nacional.  O caminho da vitória é a luta!

*Tiago é Diretor da Federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …