Início / Artigos / Internacional / Forças israelenses atacam escritório da Associação Addameer de Defesa dos Presos Palestinos

Forças israelenses atacam escritório da Associação Addameer de Defesa dos Presos Palestinos

 

As forças de defesa israelenses invadiram o escritório da Associação Addamer de Defesa aos Presos Palestinos e aos Direitos Humanos e levaram três palestinos da organização durante a madrugada desta terça-feira (11) às 3h em Ramallah.

As forças de defesa israelenses invadiram o escritório da Associação Addamer de Defesa aos Presos Palestinos e aos Direitos Humanos e levaram três palestinos da organização durante a madrugada desta terça-feira (11) às 3h em Ramallah.

Os soldados também confiscaram computadores, documentos, câmeras e outros materiais, informou a organização em declaração oficial publicada no site da Addameer. “Às 3h desta manhã, 11 de Dezembro de 2012, a Addameer foi invadida pelas forças de ocupação israelenses (IOF) (…) Quatro computadores portáteis, um disco rígido, uma câmera de vídeo entre outros materiais foram levados. A forças israelenses destruíram o escritório”, o grupo acrescentou que mesas e “armários foram saqueados” e tudo foi deixado espalhado após o ataque.

O escritório da Addameer em Ramallah não era alvo de ataque desde 2002, quando foram atacados durante o levante da Segunda Intifada.

Além do escritório da organização de defesa aos presos palestinos, as forças israelenses invadiram também a União dos Comitês de Mulheres Palestinas, que tem como uma de suas coordenadoras a ativista palestina Abla Saadat, companheira do preso político Ahmad Saadat. Invadiram também o Comitê de Trabalhadores da Agricultura. 

Allam Jarrar, da NGO Palestina, rede de organizações não governamentais palestina, considera o evento “uma clara mensagem de Israel aos palestinos, deixando claro que quando a ONU e os palestinos tomam decisões ou se organizam em busca de liberdade, a ocupação se utiliza de agressão e violência para detê-los”.  

Apesar de a cidade de Ramallah estar sob administração palestina, as forças de defesa israelenses regularmente executam incursões noturnas, detenções ilegais e invasões em casas e escritórios.

A Associação Addameer de Defesa dos Presos Palestinos e dos Direitos Humanos tem forte atuação entre as organizações não governamentais na Palestina ocupada, denunciando casos de torturas, reivindicando direitos dos presos palestinos, publicando o número de detenções ilegais executadas pelas forças israelenses, além de outras ações fundamentais para garantir a visibilidade dos problemas da ocupação e cobrar pelos direitos mais elementares dos presos políticos palestinos detidos em cárceres israelenses.

Fotos do escritório da Addameer em Ramallah após a invasão. (Crédito: Maans Agency News)

 

Leia a tradução da carta oficial da organização publicada no site da Addammer:

O escritório da Addameer foi atacado na manhã do dia 11 de dezembro pelas forças de ocupação israelenses

Às três horas da manhã de 11 de dezembro de 2012, o escritório de Direitos Humanos e Apoio aos Prisioneiros – Addameer – foi invadido pelas Forças de Ocupação Israelenses (IOF, em suas siglas em inglês). Quatro laptops, um disco rígido e uma câmera de vídeo foram tomados entre outros materiais. O IOF destruiu o escritório; mesas, armários e arquivos foram destroçados por todo o escritório. Neste momento, ainda não inventariamos tudo o que foi confiscado, mas nos próximos dias vamos saber mais sobre o nível de destruição e prejuízos. Este é o primeiro ataque realizado por IOF desde 2002, quando o escritório de Addameer foi invadido durante a invasão de Ramallah.

Os escritórios do Comitê da União de Mulheres Palestinas e o Palestino NGO Network também foram invadidos e destroçados durante a noite. Addameer condena este ataque aos direitos humanos e às organizações civis da sociedade, e vê isto como uma tentativa de debilitar a solidariedade ao movimento dos prisioneiros.

Proporcionaremos mais informação sobre a evolução da situação nas próximas horas. Acompanhem nossa conta no Twiter, @addameer_ps e nossa página de Facebook para ver as últimas notícias.

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Para onde vai a China: voltar à economia planificada ou fortalecer o capitalismo?

No recente 19º Congresso do Partido Comunista Chinês, realizado de 18 a 24 de outubro …