Início / PT / Expulsão do vereador Mariano? Executiva Estadual de SC quer acordo e suspende a expulsão

Expulsão do vereador Mariano? Executiva Estadual de SC quer acordo e suspende a expulsão

Reunida ontem (11/7) em Florianópolis a comissão executiva estadual do PT, por consenso, resolveu suspender o processo de expulsão do vereador Adilson Mariano e chamar o governo municipal e a bancada de vereadores do partido para uma composição.

O encontro deve ocorrer na próxima sexta-feira (15/7) na capital do estado e contará com os membros da executiva estadual, que se mostraram preocupados com a situação vivida pelo PT em Joinville.
De acordo com declaração de um dos membros da executiva presente na reunião de ontem, o secretário geral do PT/SC José Roberto Paludo, o interesse do PT estadual é buscar um pacto de boa convivência entre o governo e a bancada de vereadores, que tem no vereador Adilson Mariano um crítico de algumas posturas governamentais, que se expressou de forma mais contundente na greve de quarenta dias dos servidores públicos municipais de Joinville. 

Para o vereador Adilson Mariano a decisão da executiva estadual reflete uma postura positiva em relação aos acontecimentos de Joinville, e destaca que as divergências políticas não se resolvem com medidas de força como a expulsão de filiados, mas com respeito à democracia interna e o diálogo franco e construtivo.

De minha parte, disse Mariano, desde já confirmo a presença no encontro da executiva da próxima sexta-feira, porque tenho certeza que é no debate interno do partido que podemos buscar o entendimento e melhores rumos ao governo municipal de Joinville, espaço que infelizmente não temos encontrado na vida interna do partido em nossa cidade.
Carlos Alberto Rodrigues, membro da executiva estadual do PT, também da corrente interna Esquerda Marxista como o vereador Adilson Mariano, declarou-se satisfeito com a decisão da instância partidária, por entender que decisões apressadas não servem em política, sendo preferível o debate exaustivo sobre os temas polêmicos.
Rodrigues fez questão ainda de destacar a postura dos dirigentes Allan Rodrigo Alcântara (secretário de formação), Janete da Costa Godinho (secretaria de mulheres), Francisco Alano (presidente da Fecesc), Zé Paulo Serafim (Mineiros de Criciúma) e Rosangela de Souza (membro da executiva), que foram muito firmes na proposição do diálogo antes de qualquer encaminhamento sobre o pedido de comissão de ética para o vereador Adilson Mariano.
De Joinville estiveram presentes na reunião da executiva estadual do PT no dia de ontem (11/7) o vereador Adilson Mariano, o presidente do PT de Joinville Irio Corrêa, Valsoni Celestino, Carlos Castro, Maritania Camargo, Josiano Godoi, Cynthia Pinto da Luz, Francisco Lessa, e Airton Sudbrack, da executiva do PT de Jaraguá do Sul.

Deixe seu comentário

Leia também...

Resposta de Ulrich a Carlito Merrs, prefeito de Joinville

Carlito Merss, atual Prefeito de Joinville, em entrevista ao jornal Notícias do Dia, edição de …