Início / Artigos / Outras Análises | Ver Mais / Economia / EUA: democratas e republicanos unidos para salvar o capital

EUA: democratas e republicanos unidos para salvar o capital

Wanderci Bueno

Quase todos os dias lemos uma quantidade enorme de artigos nos jornais e revistas, ouvimos uma barulheira nas TVs sobre uma suposta queda de braço existente nos EUA entre democratas e republicanos. A imprensa informava que a queda de braço era em torno de uma polemica se autorizavam ou não Obama a aumentar os limites de endividamento do Estado. Falava-se em calote da dívida. Pura fanfarronice. Tudo terminou em pizza. Mas a crise continua!

Quem leu as noticias sobre o assunto pensava logo que houvesse uma profunda divisão entre a classe dominante nos EUA. Como se os democratas quisessem aumentar o limite da dívida e os republicanos não. A imprensa pintou os republicanos como os que queriam jogar os custos da dívida nas costas dos mais pobres e que eles não aceitavam aumentar impostos para os ricaços e de outro lado colocava os democratas como os que supostamente queriam aumentar o teto da dívida e cobrar mais impostos dos ricos. Então os democratas e Obama estavam do lado dos pobres  e os republicanos contra? Nada disso. Obama temia e teme um levante dos de baixo, dos mais pobres, e então manipulou com a proposta da alta de impostos aos ricos, como moeda de troca para arrochar os pobres e de lambuja fazer sua campanha eleitoral antecipadamente. 

Agora fizeram o acordo e todos darão um jeitinho para jogar tudo nas costas dos trabalhadores. Obama ameaçava com o aumento de impostos aos ricos, mas não o fez, isso atingiria os ricaços de sua própria base democrata e afetaria sua popularidade para as próximas eleições. Democratas e republicanos na realidade divergem apenas sobre qual o tamanho da faca que utilizarão para cortar os direitos dos trabalhadores. Republicanos e democratas querem e vão cortar direitos, cortarão os investimentos sociais e a carne dos trabalhadores. 

Deixe seu comentário

Leia também...

Como produzir uma recessão? Sobre as causas do déficit primário na economia brasileira

Nesta quarta-feira (30/8), foi noticiado um rombo das contas públicas de R$20 bilhões neste ano, …