Início / Luta de Classes / Estudantes ocupam escolas no Paraná contra Reforma do Ensino Médio

Estudantes ocupam escolas no Paraná contra Reforma do Ensino Médio

Estudantes das escolas da rede pública estadual do Paraná iniciam um movimento de resistência à reforma do Ensino Médio.

Foto: Manifestação realizada na manhã desta quarta-feira (5/10) em Curitiba

Estudantes das escolas da rede pública estadual do Paraná iniciam um movimento de resistência à reforma do Ensino Médio. Em menos de três dias, sete escolas em São José dos Pinhais (SJP) e uma em Ponta Grossa (PG) foram ocupadas por estudantes da rede pública estadual.

A primeira ocupação ocorreu no colégio Padre Arnaldo Jansen, na noite de segunda-feira (3/10), em SJP. Em seguida outras três foram tomadas no mesmo município, o Colégio Estadual Afonso Pena, Colégio Estadual Elza Scherener e Ana Divanir. Em Ponta Grossa, o Colégio Estadual Boratto está ocupado desde terça-feira (4/10) pela manhã. A tendência é que o número de colégios ocupados aumente rapidamente com o desenvolvimento da luta.

A proposta de Reforma do Ensino Médio através da Medida Provisória 765/2016, encaminhada pelo governo Michel Temer, provocou uma onda de revolta entre estudantes e educadores. A MP destrói a educação pública. Precariza as condições de trabalho, aprofunda as parcerias com a iniciativa privada, retira a obrigatoriedade de disciplinas como sociologia, filosofia, educação física e arte, aprofundando a qualidade estrutural da educação. As mudanças atingem os filhos da classe trabalhadora, que frequentam a escola pública. Querem ler ofertar uma educação aviltante que busca, tão somente, formar força de trabalho barata.

Na manhã de quarta-feira (5/10), cerca de dois mil estudantes tomaram as ruas centrais de Curitiba em protesto contra a MP. Com falas, faixas e cartazes, os jovens demonstraram toda revolta contra o atual governo e a destruição da escola pública. No domingo (09/10) haverá um novo ato.  A Liberdade e Luta apoia e se integra a essas iniciativas, combatendo ombro a ombro com estudantes e professores contra a destruição da educação pública.

Deixe seu comentário

Leia também...

Campinas na luta contra o Escola Sem Partido e a Lei da Mordaça!

A Associação dos Professores da Puc-Campinas (Apropucc) emitiu nota esta semana repudiando o projeto de …