Início / Luta de Classes | Ver Mais / Estudantes e professores de Bauru reúnem 500 pessoas em ato contra as mudanças no Ensino Médio

Estudantes e professores de Bauru reúnem 500 pessoas em ato contra as mudanças no Ensino Médio

Foto: Ao contra a contrarreforma do Ensino Médio em Bauru (SP)

Ocorreu um ato pacífico em Bauru (SP) com cerca de 500 pessoas, nesta quarta-feira (5/10), entre estudantes secundaristas e universitários, professores, pais e cidadãos apoiadores. Eles percorreram cerca de três quilômetros com faixas e cartazes em Bauru. A Esquerda Marxista e a Liberdade e Luta participaram do evento.

A marcha começou na Diretoria de Ensino de Bauru, na Vila Falcão, seguiu até o Centro da cidade, passando pela Câmara Municipal, seguindo até a Avenida Nações Unidas de onde retornou para a Câmara Municipal, onde foi encerrado.

Destacando o caráter autoritário da reforma, por meio de medida provisória (MP 746/16), estudantes secundaristas e professores foram às ruas reivindicando educação de qualidade e a não retirada de disciplinas do currículo escolar, como sinalizou o Governo Temer.

Em comum, as críticas dos especialistas em educação, apontam para um modelo ultrapassado que fragmenta e empobrece a formação do jovem, que traz de volta uma concepção elitista da educação e que não contempla medidas necessárias para solucionar problemas estruturais.

O Ministério Público Federal ingressou ação no Supremo Tribunal Federal, pois a MP altera a legislação vigente.

Na prática, com uma canetada, Temer altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), sem considerar a opinião dos estudantes e suas entidades representativas, dos professores, que mais do que qualquer um, sabem o que se passa nas salas de aula Brasil adentro, ou a contribuição de pesquisadores que debatem a necessidade de mudanças no ensino médio como uma forma de enfrentar a evasão escolar e construir uma educação que dialogue com a realidade dos alunos.

Deixe seu comentário

Leia também...

A juventude no lançamento do livro Stalin, de Leon Trotsky

Repercussão do lançamento da edição brasileira em São Paulo No dia 4 de outubro de …