Início / Artigos / Internacional / Estudante marxista morto a tiros na província paquistanesa do Baluchistão

Estudante marxista morto a tiros na província paquistanesa do Baluchistão

Jovem marxista foi assassinado violentamente nesta segunda-feira. Envie mensagens de apoio e solidariedade aos militantes do Baluchistão e região.

Ontem, 31 de outubro, a casa do camarada Zareef Rindem Turat, no Baluchistão, foi atacada por atiradores não identificados. Seu irmão de 18 anos, Hasil Rind Baloch – ativista da Organização dos Estudantes do Baluchistão(BSO) – foi morto com um tiro na cabeça. No entanto, está bastante claro que o verdadeiro alvo do ataque era Zareef Rind, que estava em casa não muito distante de onde seu irmão foi assassinado, embora passe a maior parte do tempo na cidade de Karachi. Uma vez que ele e seu irmão eram muitos parecidos, os assassinos devem ter se confundido e atirado na pessoa errada.

Zarreef Rind é bastante conhecido por sua posição marxista. Ele foi líder da BSO por muitos anos e se juntou à Corrente Marxista Internacional (CMI) há cerca de quatro anos. Na convenção da Aliança da Juventude Progressista (PYA) que aconteceu em Lahore no dia 5 de dezembro de 2015, ele foi eleito secretário-geral da PYA. Em seu discurso na convenção, que teve a presença de um grande número de estudantes de todo o Paquistão, Zareef Rind condenou abertamente a operação militar no Baluchistão e enfatizou a necessidade da solidariedade de classe para uma revolução socialista que ponha fim à opressão nacional.

 

Os camaradas no Baluchistão ainda estão investigando e tentando descobrir as intenções por trás desse ataque. O Paquistão deflagrou uma grande operação militar no Baluchistão contra levantes nacionalistas, uma vez que várias organizações nacionalistas estão lutando umas contra as outras. Ataques por parte de fundamentalistas islâmicos também têm aumentado e, para complicar as coisas ainda mais, estas áreas do Baluchistão são afetadas por sangrentos conflitos tribais.

 

Esta é a segunda vez que a residência de Zareef Rind é atacada. Em março deste ano, sua casa foi atingida por lança-foguetes e armas de fogo. O ataque, que deixou um de seus parentes gravemente ferido, foi reivindicado por um grupo nacionalista. Há uma tradição de lutas internas entre grupos nacionalistas no Baluchistão e a BSO se tornou um alvo após criticar a falsidade de suas políticas e métodos. No entanto, nenhuma organização até agora reivindicou a autoria do ataque de ontem.

 

Quem quer que seja responsável por esta atitude sangrenta, uma resposta urgente se faz necessária. Camaradas da central paquistanesa da CMI em Lahore se reuniram hoje para discutir a situação e tomarão as medidas necessárias em resposta a este ataque. Os camaradas da BSO estão convocando uma coletiva de imprensa e vão organizar uma manifestação em Quettahoje. Amanhã um protesto será realizado em Lahore e outros acontecerão nos próximos dias.

 

Por favor, envie mensagens de apoio e solidariedade para o e-mail editor@marxist.pk.

Deixe seu comentário

Leia também...

Ataque terrorista em Barcelona: o imperialismo alimenta o fanatismo islâmico. Socialismo ou barbárie!

A corrente Lucha de Clases, seção espanhola da CMI, e a Corrente Marxista Internacional condenam …