Início / Artigos / Em 26 de Setembro os trabalhadores brasileiros estão com o PSUV na Venezuela!

Em 26 de Setembro os trabalhadores brasileiros estão com o PSUV na Venezuela!

Como parte da Jornada Mundial de Solidariedade à Revolução Venezuelana, foram realizados atos no Brasil no último fim de semana.

Em Recife, capital de Pernambuco, na última Sexta, dia 17/09, uma delegação de sindicalistas – dentre eles, Faustão (dirigente nacional da CUT), Sergio Goiana (Presidente da CUT-PE), Augusto e Elcio (da Direção Executiva dos Metalúrgicos de Pernambuco) – acompanhada do Deputado Federal Fernando Nascimento, do Partido dos Trabalhadores, foi recebida pela Consulesa Geral da Venezuela para o estado de Pernambuco, Coromoto Godoy. Ela recebeu a delegação e um manifesto da campanha internacional “Tirem as Mãos da Venezuela” assinado por mais de 120 lideranças sindicais e populares de todo o Brasil e mais de 300 trabalhadores e jovens de Pernambuco.

O Governo da Venezuela noticiou o encontro no site do Ministério de Relações Exteriores .

Já em São Paulo, uma outra delegação foi recebida no consulado venezuelano no mesmo dia e horário. A delegação da campanha “Tirem as Mãos da Venezuela” levava o mesmo manifesto que foi entregue ao vice-Cônsul Luis Delgado, que se colocou à disposição para outras atividades, declarando acompanhar pela internet os artigos de Alan Woods sobre a revolução venezuelana e que julga muito importante a campanha internacional.

Junto à delegação estava José Carlos Miranda, da Coordenação Nacional do Movimento Negro Socialista e candidato a Deputado Estadual pelo Partido dos Trabalhadores em SP. Ele afirmou que assim como o povo brasileiro precisa que o PT vença as eleições de ponta a ponta no Brasil, na Venezuela é o mesmo com o PSUV.

No Rio de Janeiro, a atividade ocorreu um dia antes, na Quinta, 16/09, num auditório da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro). Convocado pelo MO.RE.NA. (Movimento Revolucionário Nacionalista), pelos CBs (Círculos Bolivarianos) e pela Esquerda Marxista do PT, o ato atendia ao chamado feito pelo Congresso Bolivariano dos Povos e pela Campanha Internacional “Tirem as Mãos da Venezuela”.

A atividade contou com a presença do Cônsul Geral da Venezuela para o estado do Rio de Janeiro, Edgar González, que iniciou seu discurso parafraseando o revolucionário Che Guevara: “Quando o ordinário se torna extraordinário, estamos em revolução”. Depois explicou como funciona a eleição dos deputados à Assembléia Nacional, afirmando que o futuro da revolução depende do resultado dessas eleições.

Para concluir, González também enfatizou a importância de desenvolver essas atividades no Rio de Janeiro, demonstrando a solidariedade do povo brasileiro com o sistema político venezuelano.

A atividade contou com a presença e participação de professores, estudantes, jornalistas e apoiadores da revolução venezuelana. Entre eles: Inverta (jornal Prensa Latina – PL), o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) Frente Internacional para os desabrigados (FIST), Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Conselho Editorial do jornal Brasil de Fato, Centro Acadêmico de História da UERJ e Movimento Popular de Favelas.

Essas três atividades ocorreram simultaneamente a dezenas de outras atividades organizadas pela campanha “Tirem as Mãos da Venezuela” em cerca de 60 países, onde lideranças representativas do movimento operário, popular, estudantil, de partidos de esquerda, expressaram sua solidariedade para com a Revolução na Venezuela e seu apoio para que o PSUV eleja a maioria dos deputados para a Assembléia Nacional em 26 de Setembro.

Acesse o site internacional da campanha em espanhol: manosfueradevenezuela.org

Acesse o site internacional da campanha em inglês: handsoffvenezuela.org

Acesse o blog da campanha no Brasil: tiremasmaosdavenezuela.blogspot.com

Deixe seu comentário

Leia também...

Argentina: Mobilização para combater os capitalistas e seu ajuste

O governo federal avança a toda velocidade tentando impor o ajuste disfarçado de reforma. Assim …

Deixe uma resposta