Início / Multimídia / Vídeos / Discurso do vereador Roque sobre o Sistema de Transporte em Bauru

Discurso do vereador Roque sobre o Sistema de Transporte em Bauru

Na sessão do dia 22 de abril o vereador Roque Ferreira fez pronunciamento sobre o Transporte Público em Bauru, que no nosso município é tratado como um negócio privado.
As justificativas dadas pelo Prefeito e o Presidente da EMDURB, e também veiculadas nos meios de comunicação da cidade, passam uma errônea ideia de como são calculados os valores das tarifas.

De acordo com o vereador, a metodologia utilizada para o cálculo são as planilhas de custo do antigo GEIPOT (Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes), empresa estatal extinta em 2002.

Roque explicou o “truque” utilizado pelas empresas das Vans de Transporte das pessoas com deficiência que é embutido no custo das tarifas, mas as empresas dizem que este serviço é oferecido como um serviço de “Responsabilidade Social”.

Também foi questionada a questão das gratuidades (passes para deficientes, tratamento de saúde, idoso, etc). O impacto desses passes gratuitos na tarifa não foi informado, pois a EMDURB não sabe dizer quantas pessoas utilizam-se do mesmo.

O vereador conclui que entrará com o pedido para abertura de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar detalhadamente a forma como as tarifas são calculadas.

População reage contra o aumento nas tarifas de ônibus

A Frente de Defesa do Transporte Público Bauru está convocando a população na segunda-feira, dia 29 de abril, em frente à Câmara Municipal de Bauru às 17h, para o ato público contra o aumento das tarifas de ônibus e para aderirem ao abaixo-assinado reivindicando do prefeito Rodrigo Agostinho a suspensão do decreto que aumentou a tarifa dos ônibus urbanos. 

Só para lembrar, os novos valores estão previstos para vigorarem a partir de 6 de maio: integrada R$ 3,40, dinheiro R$ 2,90, estudante R$ 2,03 e cartão R$ 2,70. O aumento médio ficou em torno de 13,05%, muito acima da inflação do período.

*Roque é vereador pelo PT e membro da Comissão Executiva da Esquerda Marxista

Deixe seu comentário

Leia também...

Reforma foi adiada por debilidade do governo, não pela pressão das centrais sindicais

Fala do militante da Esquerda Marxista, ex-vereador e ferroviário Roque Ferreira em ato organizado dia …