Início / Luta de Classes / Dirigente do MST é executado por pistoleiros com 15 tiros na Bahia

Dirigente do MST é executado por pistoleiros com 15 tiros na Bahia

 

Uma vez mais o braço paramilitar das instituições burguesas assassinou outro dirigente do MST. Mataram o companheiro Fábio dos Santos Silva na Bahia. Mais do que nunca é urgente e necessário realizar um Encontro Nacional dos trabalhadores do campo e da cidade para barrar os assassinatos, as prisões e perseguições contra nossas entidades e nossos dirigentes. Fica aqui a nossa solidariedade aos familiares do companheiro Fábio e aos lutadores pela Reforma Agrária. 

Uma vez mais o braço paramilitar das instituições burguesas assassinou outro dirigente do MST. Mataram o companheiro Fábio dos Santos Silva na Bahia. Mais do que nunca é urgente e necessário realizar um Encontro Nacional dos trabalhadores do campo e da cidade para barrar os assassinatos, as prisões e perseguições contra nossas entidades e nossos dirigentes. Fica aqui a nossa solidariedade aos familiares do companheiro Fábio e aos lutadores pela Reforma Agrária. 

Retirado da página do MST

Na manhã desta terça (02/4), Fábio dos Santos Silva, dirigente do MST na Bahia, foi brutalmente executado por pistoleiros com 15 tiros, na frente de sua mulher e de uma criança. O dirigente já vinha sendo ameaçado de morte na região de Iguaí. As informações são do deputado Valmir Assunção (PT-BA):

“É com revolta e ainda bastante abalado que denuncio o assassinato do dirigente do MST da Bahia, Fábio dos Santos Silva. Fábio foi executado no fim desta manhã com 15 tiros na frente da sua companheira e uma criança, que seguiam de carro para Palmerinha, distrito próximo a Iguaí, no Sudoeste baiano”.

“Segundo relato da própria companheira de Fábio, uma moto interceptou o carro em que estavam e executaram Fábio. Ele, que já era ameaçado de morte na região de Iguaí, onde o latifúndio não aceita a democratização da terra, nem a presença dos três assentamentos e do acampamento existente no local, teve sua vida ceifada”.

“Pergunto-me, quantas vezes os nossos camponeses e trabalhadores serão assassinados? É esse tipo de ação, com o uso da pistolagem, covarde e cruel, que estamos convivendo no campo brasileiro. Esse assassinato, com claros sinais de execução, não pode ficar impune”. 

Fábio, que inclusive foi candidato a vereador pelo PT da região, foi um grande lutador, companheiro e militante das causas sociais. Como todo militante do MST, queria ver a Reforma Agrária ser concretizada”. 

Companheiro Fábio, aqui continuaremos tua luta. Solidarizo-me à família”. 

Fábio, presente, presente, presente! 

O MST está de luto”.

http://www.mst.org.br/content/dirigente-do-mst-%25C3%25A9-executado-por-pistoleiros-com-15-tiros-na-bahia

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Dois projetos que privatizam a Educação Infantil em Florianópolis

Estão em tramitação na Câmara Municipal de Florianópolis dois projetos de lei que atacam frontalmente …