Início / Artigos / Brasil / Diretório Nacional mantém PT submisso ao Planalto

Diretório Nacional mantém PT submisso ao Planalto

Resolução aprovada no Diretório Nacional do PT apóia toda a política do Governo de Coalizão.

Na reunião do Diretório Nacional do PT realizada em 10 de Fevereiro, foi aprovada uma resolução que fala muito, mas não diz nada, ou seja, mantém sem nenhuma vergonha a submissão do partido aos desígnios do Planalto. A resolução pede: “Aprofundar mudanças, embate ideológico”. Mas o que é isso?

Diante de uma crise sem prescedentes o DN do PT constata o óbvio e tenta colocar panos quentes nas medidas que ainda não surtiram efeitos para conter a crise (como se isso fosse possível) do Governo Lula.

Depois de discorrer sobre os efeitos da crise nos países em volta do mundo repetindo o que a imprensa burguesa tem reproduzido no último período, lá pelas tantas a resolução começa a explicar a receita para enfrentar a crise:

“As medidas adotadas pelo Governo Lula para enfrentar a crise estão no rumo certo: mais investimento público, mais mercado interno, mais Estado e mais integração continental. É o caso da redução da vulnerabilidade externa da economia, da criação de bases sólidas para a elevação do ritmo de crescimento econômico, da consolidação da estabilidade macroeconômica e dos significativos avanços na distribuição da renda e na ampliação do mercado interno, mediante o aumento do emprego, a elevação do salário real e os programas de transferência de renda.”

Poderíamos perguntar aos redatores da resolução, em que mundo eles vivem?!

Apenas 2 meses depois de aprovada esta resolução a produção industrial cai pelo quarto mês consecutivo. A Embraer recebe 600 milhões do BNDES para demitir 4.200 funcionários!

A projeção do PIB brasileiro, segundo instituições financeiras (FSP 13/04), deve retrair 0,3%, segundo os economistas isso significa uma recessão técnica!

E o que prevê e propõe a resolução:

“A grave crise econômica atual, além de agravar a crise social e alimentar já antes dramática em várias partes do mundo, vem se somar à intensa crise ambiental para a qual o capitalismo não consegue dar resposta. Estamos diante de uma crise do sistema capitalista como um todo, na forma neoliberal que assumiu nos últimos trinta anos.”

Crise do modo neoliberal? Essa frase demonstra a crença em outro capitalismo que não seja “neoliberal” e a estratégia para outro capitalismo no Brasil vem mais abaixo no texto:

“Queremos um desenvolvimentismo popular, que exigirá aprofundar o que foi feito nos últimos anos, com destaque para as reformas tributária, política, urbana, agrária, o apoio à pequena e média empresa e a democratização da comunicação social, entre outras medidas.”

A criatividade é realmente de chorar. O que significa “desenvolvimentismo popular”: capitalismo popular, capitalismo humano, a continuidade do “Comprem! Comprem!”. Criar um mercado interno de massas como na Europa ou EUA, com aumento da bolha de crédito e confiança no futuro e que Deus nos ajude?! Quanta sapiência e sabedoria para enfrentar a crise!

Mas a resolução propõe: “O PT, nos estados e em cada cidade, deve estar presente na luta dos trabalhadores contra as demissões e reafirmar sua histórica solidariedade com o movimento sindical.”

Com quais reivindicações, qual a palavra de ordem para os militantes do PT? Qual eixo político para realizar manifestações? Qual orientação? “Desenvolvimentismo popular”, “Viva o Governo Lula”… Finalmente nenhuma palavra sobre as greves gerais na França, na Itália, na Grécia, as mobilizações na Alemanha e na Ásia.

Como fazer embate ideológico com “desenvolvimentismo popular”, manter a base aliada (PMDB, PP, PR, PTB, Collor, Sarney etc.)?
Aprofundar mudanças?! Quais? A única que o texto propõe é baixar os juros… Quanta criatividade!

Desgraçadamente a resolução do DN é uma puxação de saco deslavada do Governo de coalizão com a direita!

Nenhuma demissão e repetir a palavra de ordem da manifestação de São Paulo do dia 30 de março: “1,2,3,4 5 mil ou param as demissões ou paramos o Brasil!

Para se ligar novamente com a nossa base social e com a luta pelo socialismo é necessário que o PT grite bem alto:

É hora de lutar! É hora de dizer bem alto que o capitalismo falhou! É hora de virar a esquerda e reatar com o Socialismo!

Deixe seu comentário

Leia também...

Eleição no AM: abstenções, brancos e nulos ocupam o vácuo deixado pela esquerda socialista

O primeiro turno da eleição suplementar para governador do Amazonas aconteceu no último domingo (6/8) …

Deixe uma resposta