Início / Sem Categoria / Carta à Presidenta Dilma: A felicidade dos trabalhadores (as) brasileiros (as)

Carta à Presidenta Dilma: A felicidade dos trabalhadores (as) brasileiros (as)

Recebi essa carta  de uma trabalhadora que viu e ouviu a presidente Dilma discursando ontem na TV. Maria me pediu para divulgá-la. Está aí. Um alerta que serve de exemplo para todas as Marias e Joãos.

Carta de Maria à Presidenta Dilma

São Paulo, 1º de maio de 2012

Presidenta Dilma,

Ontem vi a senhora falando na TV. A senhora falou que não queria ficar só trabalhando para a economia, que queria trabalhar também para as pessoas. Que o importante é que os trabalhadores brasileiros sejam felizes e possam produzir e consumir.

Eu peço licença pra falar uma coisa pra senhora, é verdade que é bom poder comprar uma TV bonita no crediário, apesar de eu ter muito medo do desemprego e de não poder pagar o que a gente compra no crediário. Mas sabe o que ia me fazer muito mais feliz Presidenta?

Eu queria mesmo era ver meu filho indo pra escola sem medo de ser assaltado, queria que meu filho não tivesse que trabalhar o dia todo pra ajudar na comida, queria que a escola dele fosse bonita e os professores não estivessem tão cansados. Queria que meu filho não tivesse que ficar uma hora e meia no ônibus pra ir pro trabalho e outra uma hora e meia pra voltar pra casa. Queria que ele trabalhasse em algo que ele gostasse, que ganhasse mais e pudesse se divertir de vez em quando e ter uma aposentadoria digna. Queria que quando ele ficasse doente eu não precisasse dormir na fila do hospital com medo de acontecer algo pior enquanto esperamos o atendimento. Queria, Presidenta, ter um trabalho melhor, queria não ter que fazer horas-extras todos os dias, queria chegar em casa e poder conversar com meu filho, saber como foi o seu dia. Mas não consigo. É bom ter trabalho sim Presidenta, é bom comprar alguma coisa pra deixar a casa mais arrumadinha, mas o bom mesmo é se a gente pudesse aproveitar a vida e amanhã ter a certeza de que não estaremos na miséria. Isso sim me faria feliz Presidenta, tenho o maior medo de que esse negócio de a gente ajudar a patrãozada mais tarde não se vire contra nós e eles nos coloquem no olho da rua com uma mão na frente e outra atrás. Espero que a senhora pense nisso e que a gente trabalhadora possa ser feliz de verdade. 

Obrigada Presidenta, que a senhora seja feliz, um abraço de quem votou por você para que cuidasse da gente, pois da patrãozada já estamos pelas tampas. 

Maria

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …