Início / Artigos / Arte & Cultura / Carnaval Carioca 2013: Uma análise dos resultados

Carnaval Carioca 2013: Uma análise dos resultados

 

Com este ensaio de Almir, iniciamos uma série de 4 artigos que publicaremos até sexta-feira próxima. Os ensaios, além de realizarem uma análise crítica do desfile Carioca, entram também nos meandros, nos bastidores políticos e econômicos que movem a poderosa e milionária máquina carnavalesca.

Com este ensaio de Almir, iniciamos uma série de 4 artigos que publicaremos até sexta-feira próxima. Os ensaios, além de realizarem uma análise crítica do desfile Carioca, entram também nos meandros, nos bastidores políticos e econômicos que movem a poderosa e milionária máquina carnavalesca.

O belo desfile neste ano propiciou à escola de samba Vila Isabel sagrar-se merecidamente campeã do Carnaval Carioca 2013. Tal título que é o 3º de sua história – os outros ocorreram em 1988 e 2006 – trouxe à baila dois fatos marcantes. O 1º foi que em 2012 quando a agremiação também realizou um belo desfile ficando na 3ª colocação, o jovem presidente Wilson da Silva Alves, o ‘Wilsinho’ declarou à imprensa: “A campeã do povo é a Vila Isabel”. O 2º fato foi que em 2013 o título de campeã fez ressurgiu na agremiação o ex-presidente e atual presidente de ‘honra’ Wilson Vieira Alves, o ‘Moisés’. Que é pai de ‘Wilsinho’ e é acusado judicialmente de práticas criminosas.  A seguir, a análise das agremiações:

Inocentes de Belford Roxo – o fato de a agremiação ter ficado na 12ª (última) colocação funcionando como ioiô, isto é, rebaixada, retornando em 2014 à Série A o Grupo de Acesso onde tinha sido campeã em 2013, não foi surpresa alguma. Para ter-se ideia, ao totalizar 290,9 dos 300 pontos possíveis (as notas válidas são as de três dos quatro julgadores variando entre 9,1 a 10) a agremiação da Baixada Fluminense obteve somente uma nota 10 entre os 10 quesitos julgados, que foi no quesito Mestre-Sala & Porta-Bandeira.  

Beija Flor de Nilópolis – a maior vencedora da era sambódromo – 07 de seus 12 títulos ali foram conquistados – totalizou 299,4 pontos sagrando-se vice-campeã. Porém, a Deusa da Passarela só obteve uma nota 10 unânime dos julgadores, que foi no quesito Mestre-Sala & Porta-Bandeira. A agremiação já anunciou oficialmente que, atendendo pedido (imposição) de seu presidente de ‘honra’ o contraventor penal do jogo de bicho e detento em prisão domiciliar Aniz Abrão David o ‘Anísio’, o enredo para o Carnaval 2014 prosseguirá patrocinado e homenageará o ex todo poderoso da TV Globo José Bonifácio de Oliveira o ‘Boni’.     

Portela – a maior vencedora do Carnaval Carioca com 21 títulos, mas, sem conquistá-lo desde 1984, a agremiação totalizou 296,6 pontos ficando na 7ª colocação. Isto é fora do desfile das campeãs. A Majestade do Samba, a Águia Altaneira ou a Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira só obteve uma nota 10 unânime dos julgadores, que foi no quesito Samba-Enredo. Com eleição marcada para o mês de maio vindouro, a agremiação desde 2004 é presidida pelo oficial militar da reserva Nilo Mendes Figueiredo, que na LIESA é o secretário do Conselho Deliberativo. Em um texto específico analisarei as perspectivas da eleição portelense.              

Vila Isabel – a merecida campeã do Grupo Especial do Carnaval Carioca 2013 totalizou 299,7 pontos. A agremiação de Noel obteve dos julgadores quatro notas 10 unânimes, que foram nos quesitos Harmonia, Conjunto, Evolução e Mestre-Sala & Porta-Bandeira. Na comemoração do título em quadra ressurgiu caracteristicamente empunhando a taça de campeã o presidente de ‘honra’ da agremiação Wilson Vieira Alves, o ‘Moisés’. Pai do presidente executivo Wilson da Silva Alves o ‘Wilsinho’, o ‘Moisés’ entre 2011 e 2012 esteve preso sob as acusações judiciais e das Polícias Civil e Federal como um dos chefes de uma quadrilha da contravenção penal apelidada como ‘máfia das máquinas de caça níqueis’.        

Salgueiro – ao totalizar 297,9 pontos a agremiação ficou na 5ª colocação. Isto é desfilará no sábado das campeãs. Mas, a Academia do Samba que tem 09 títulos conquistados e em 2012 sagrou-se vice-campeã não obteve sequer uma nota 10 unânime dos julgadores. Sua boa, reeleita e guerreira presidente Regina Celi Fernandes que tem se conformado em ser suplente do Conselho Fiscal da LIESA já anunciou à imprensa que “a agremiação vermelho e branco do bairro carioca da zona norte Tijuca voltará com tudo no Carnaval 2014”. 

Mocidade Independente – ao totalizar 293,5 pontos a agremiação acabou ficando na 11ª (penúltima) colocação, obtendo apenas duas notas 10 entre os 40 julgadores. Que, foi uma no quesito Bateria e outra no quesito Fantasias. Com 05 títulos conquistados (o último ocorreu em 1996) a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel cujo presidente Paulo Vianna está no cargo desde 2005 e é servil membro do Conselho Fiscal da LIESA, vive um momento no qual um abaixo-assinado eletrônico pede sua renúncia. Oportunamente abordaremos isso em um texto específico. 

Unidos da Tijuca – ao totalizar 299,2 pontos e tendo apenas 03 títulos em sua história (1936, 2010 e 2012) a agremiação azul-pavão e amarelo-ouro acabou ficando na 3ª colocação, obtendo apenas uma nota 10 unânime dos julgadores. Que, curiosamente ocorreu no sofrível e patrocinado quesito Enredo. Essa tradicional agremiação tijucana que se tornou financeiramente poderosa, é comandada pelo presidente há mais tempo no cargo – desde a década de 1990 – o empresário Fernando Horta. Que, há anos e anos enquanto homem de confiança das milionárias finanças da caixa-preta LIESA, preside o Conselho Fiscal.  

Grande Rio – ao totalizar 297,2 pontos mesmo sem obter alguma nota 10 unânime entre os 40 julgadores a agremiação caxiense ficou na 6ª colocação. Ou seja, desfilará no sábado das campeãs, conforme sempre fez, a despeito de ainda não ter conseguido ser campeã. Em 2006, por exemplo, a tricolor caxiense obteve o mesmo número de pontos (397,6) da Vila Isabel – para a qual deu de bandeja o título porque foi penalizada em 0,2 pontos por estourar o tempo regulamentar de desfile em 02 minutos. Atualmente presidida pelo empresário Edson Alexandre, quem sempre mandou na agremiação é o seu patrono ou presidente de ‘honra’ o empresário zootécnico Jaider Soares.

São Clemente – ao totalizar 293,5 pontos a agremiação originária da zona sul carioca e com quadra de ensaios no centro da cidade ficou na 10ª colocação. Outrora uma agremiação caracterizada por apresentar enredos não patrocinados, irreverentes e críticos, a agremiação mudou o seu perfil através de enredos patrocinados, tendo obtido em 2013 três notas 10 dos julgadores: A 1ª no quesito Enredo, a 2ª no quesito Bateria e a 3ª no quesito Evolução. A agremiação é presidida pelo empresário Renato Almeida Gomes. Que, em 2012 passou a integrar enquanto suplente o Conselho Fiscal da LIESA. 

Imperatriz Leopoldinense – ao totalizar 298,3 pontos a agremiação ficou na 4ª colocação. Ou seja, desfilará no sábado das campeãs. Para tanto, a agremiação que tem 08 títulos na história – o último ocorreu no tricampeonato de 1999, 2000 e 2001 – só não obteve pelo menos uma nota 10 no quesito Samba-Enredo. Na citada áurea época do tricampeonato a agremiação era presidida pelo contraventor penal do jogo de bicho Luiz Pacheco Drumond o ‘Luizinho’, que na LIESA é um dos três quem mandam, enquanto membro do Conselho ‘Superior’. De volta à presidência da agremiação ‘Luizinho’ Drumond reelegeu-se em 2012 em chapa única.

União da Ilha – ao totalizar 294,9 pontos a agremiação ficou na 9ª colocação, tendo obtido pelo menos uma nota 10 dos julgadores nos seguintes quesitos: Enredo, Alegorias & Adereços, Samba-Enredo e Fantasias. A tricolor insulana é comandada pelo presidente Sidney Filardi, o ‘Ney’. Que, a partir de 2012 passou a ocupar na LIESA a vice-presidência do Conselho Deliberativo. Considerada a segunda agremiação de muita gente no mundo do samba, a tricolor insulana nunca foi campeã no Grupo Especial.      

Estação 1ª de Mangueira – ao totalizar 296,5 pontos a agremiação ficou na 8ª colocação. Isso, porque a verde-rosa acabou perdendo preciosos 0,6 pontos por ter ultrapassado em seis minutos o tempo regulamentar de desfile. No qual, para ter-se ideia, a agremiação obteve dos julgadores a nota máxima unânime no quesito Mestre-Sala & Porta-Bandeira assim como pelo menos uma nota 10 nos seguintes quesitos: Harmonia, Conjunto, Enredo, Bateria e Fantasias. Detentora de 17 títulos, neles incluso o supercampeonato de 1984, a agremiação foi campeã pela última vez em 2002. Tendo também ficado fora do desfile das campeãs em 2012 quando foi a 7ª colocada, sua melhor colocação (terceira) ocorreu em 2011. Comandada desde 2010 pelo presidente-usurpador Ivo Meirelles, a agremiação cujos dois de seus ex-presidentes Elmo José dos Santos e Álvaro Luiz Caetano ocupam importantes cargos na LIESA, respectivamente diretor de Carnaval e membro do Conselho Fiscal, tem eleição em abril próximo. Em um texto específico analisarei essa perspectiva.   

*jornalista – é torcedor da Portela a Majestade do Samba.

 

 

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Uma análise sobre a assembleia do SATED e de seu processo eleitoral

Para que deve servir um sindicato de artistas e técnicos de espetáculos? No dia 4 …