Início / Luta de Classes / Camarada Adel Daher renuncia ao cargo no PT de Araçatuba/SP

Camarada Adel Daher renuncia ao cargo no PT de Araçatuba/SP

O camarada Adel Daher Filho, diretor do Sindicato dos Ferroviários de Bauru e MS e histórico militante do PT de Araçatuba, entregou sua carta de renúncia ao Diretório Municipal do PT.

A prefeitura da cidade é governada por Cido Sério, do PT, que fez um amplo leque de alianças com partidos de direita e aplica uma política contrária aos interesses dos trabalhadores. Por exemplo, com a privatização do Departamento de Água e Esgoto de Araçatuba (DAEA).

O camarada Adel Daher Filho, diretor do Sindicato dos Ferroviários de Bauru e MS e histórico militante do PT de Araçatuba, entregou sua carta de renúncia ao Diretório Municipal do PT.

A prefeitura da cidade é governada por Cido Sério, do PT, que fez um amplo leque de alianças com partidos de direita e aplica uma política contrária aos interesses dos trabalhadores. Por exemplo, com a privatização do Departamento de Água e Esgoto de Araçatuba (DAEA).

Abaixo, a íntegra da carta.

Ao Presidente do Diretório Municipal do PT Araçatuba

Carta de renúncia

Companheiros e companheiras,

A eleição de 2014 foi uma última advertência ao PT. Apesar da vitória de Dilma, o que vimos foi a perda de mandatos e de votos, em especial nos principais centros operários do país.

Mais de uma vez a direção do PT foi alertada que o único caminho para continuar ligada aos trabalhadores e à juventude seria a ruptura com a direita e a retomada da luta contra o capitalismo.

O governo de coalizão, presidido por Dilma, inicia o mandato aplicando tudo aquilo que criticou no candidato do PSDB. A direção do PT, ao apoiar esta política, está organizando um choque frontal com nossa base histórica.

Dilma nomeia inimigos históricos das lutas dos trabalhadores para compor o ministério. Apresenta propostas de ajustes que retiram direitos dos trabalhadores e trabalhadoras na Previdência e no seguro desemprego. Anuncia mais privatizações. E a direção do partido tudo apoia.

A sede do PT Jundiaí é atacada, um diretório de SP é incendiado, e não existe reação da direção. Apenas prostração política e uma nota para a imprensa.

Em outros tempos estaríamos chamando todos os setores democráticos para ir às ruas contra estes ataques. E o que disseram Dilma, a presidenta, ou José Eduardo Cardozo, ministro da justiça, sobre isso? Defenderam o partido, se pronunciaram em escala nacional? Nada. Silêncio covarde.

Em Araçatuba , onde sou membro do Diretório Municipal, vemos o partido curvado aos “aliados” num governo de coalizão anti–popular e cujas lideranças, inclusive o prefeito, abrem com sua atuação todas as possibilidades de ataques ao partido.

Hoje, já não é mais possível participar destas instâncias com esta composição e com esta política. Nosso compromisso é com a nossa base social histórica, os trabalhadores e a juventude. Sempre combatemos para que o PT virasse à esquerda e retomasse a luta contra o capitalismo. As atuais instâncias do partido não estão interessadas nisso.

Assim, não nos resta alternativa, a não ser a renúncia do cargo de membro da Direção Municipal do PT de Araçatuba.

Estaremos sempre juntos na luta dos trabalhadores e organizando aqueles que se mantêm fiéis à luta pelo Socialismo.

Saudações Socialistas

Adel Daher Filho – membro do Diretório Municipal do PT de Araçatuba

Deixe seu comentário

Leia também...

Greve com ação de massas impede votação de pacote de maldades do prefeito de Curitiba

No final de março, o prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) enviou para a Câmara …