Início / Artigos / Brasil / Bauru-SP: Gestão de Coalizão PMDB-PT-PCdoB-PSB ataca trabalhadores

Bauru-SP: Gestão de Coalizão PMDB-PT-PCdoB-PSB ataca trabalhadores

O aumento das tarifas de transporte público coletivo mostra que a coalizão do PT com os partidos burgueses vai desmoralizar o partido. Mas o Mandato Operário, Popular e Socialista do PT está na linha de frente contra o aumento!

Bauru é uma das grandes cidades do estado de São Paulo e é governada por um prefeito do PMDB, com o PT na vice, PCdoB e PSB com várias secretarias.

Nas últimas eleições a coalizão PMDT, PT, PSB e PCdoB, derrotou o PSDB/DEM/PPS, com o discurso de “inverter prioridades” e atender as demandas mais sentidas da população trabalhadora.

Mas, o diabo mora nos detalhes, e no primeiro enfrentamento da classe trabalhadora com as corporações que operam o sistema de transporte de Bauru, o governo municipal não teve dúvida: cravou um enorme aumento nas tarifas. A tarifa a R$ 2,43 é uma das maiores do Estado.

O prefeito começou dando declarações públicas contra a greve dos condutores, afirmando que “qualquer reajuste de salário teria que ser repassado automaticamente para os preços das tarifas”. Era parte de um conluio para isolar a luta dos trabalhadores em transporte e jogar sobre eles a responsabilidade pelo reajuste.

Na Câmara Municipal nosso mandato apresentou moção de apelo ao prefeito para não efetuar o reajuste. Foi aprovada e foi convocada audiência pública para discutir o sistema de transporte. Mas, em tempo recorde (48 horas), o prefeito legalizou um Conselho de Usuários e publicou o decreto.

Revolta da população

O sistema transporta hoje 2.400.000 usuários mês, contra 4.700.000 em 1999. Houve fuga de usuários, que estão andando cada vez mais a pé e em espaços mais restritos, o que contribui para a precarização da qualidade de vida. Importante dizer que em Bauru, o sistema é pago integralmente pelos usuários do sistema, não existindo nenhuma forma de subsídio.

A população tem manifestado de várias formas sua indignação contra o aumento da tarifa. O nosso mandato tem realizado várias reuniões com sindicatos, movimentos populares, com o objetivo de construirmos um grande movimento para lutar pela revogação do decreto que autorizou o aumento das tarifas.

Em todas as reuniões, encontros, assembléias sindicais, em pronunciamentos na tribuna, nosso mandato tem explicado que o transporte é serviço público e que a responsabilidade integral pelo sistema deve estar a cargo da prefeitura, ou seja: planejar, controlar e operar. Isto implica em combater a terceirização do serviço para a iniciativa privada. A resposta da população tem sido positiva, mostrando que há um potencial enorme para que as mobilizações possam confrontar as posições do governo de coalizão PMDB-PT-PCdoB-PSB, que a cada dia deixa mais evidente que está a serviço dos patrões e da classe dominante da cidade.

Roque Ferreira é vereador pelo PT em Bauru.

Deixe seu comentário

Leia também...

Venezuela: Votemos com rebeldia e lutemos pelo socialismo! Samán para a Prefeitura!

Em Caracas está se dando uma batalha política de máxima importância sobre o futuro imediato …

Deixe uma resposta