Início / Luta de Classes / Bancada Evangélica avaliará Lei da Mordaça

Bancada Evangélica avaliará Lei da Mordaça

Projeto impulsionado pela Escola Sem Partido será avaliado por uma maioria de parlamentares favoráveis à Lei da Mordaça.

No início do mês de outubro foi criada, na Câmara dos Deputados, a Comissão Provisória que avaliará a Lei da Mordaça. Sua composição foi formada com maioria esmagadora de parlamentares da “Bancada da Bíblia”, sendo eles 18, do total de 32 deputados.

Tal fato vem gerando para nós, que lutamos contra esse projeto da Escola Sem Partido, uma grande preocupação. A bancada evangélica sempre defendeu pautas ultraconservadoras, usando como argumentos a defesa da família tradicional e os bons costumes.

Essas justificativas são claros pretextos, pois esses parlamentares e seus partidos estão sempre contra as lutas da classe trabalhadora e da juventude.

Em julho, o Ministério Público Federal encaminhou uma nota ao Congresso Nacional apontando a inconstitucionalidade desse projeto. A Advocacia Geral da União, em seguida, respondeu o questionamento direto ao STF, defendendo a inconstitucionalidade do projeto em questão.

Essa ação, porém, não muda o que está posto na Câmara e a posição dos parlamentares que defendem o projeto. Continua sendo previsível a votação favorável, cujo objetivo é calar os estudantes e os professores. Eliminam aos poucos a discussão crítica nas escolas e universidades, avançando no retrocesso da educação.

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …