Início / Artigos / Outras Análises | Ver Mais / Geral / Apple, FBI e a privacidade no capitalismo

Apple, FBI e a privacidade no capitalismo

Nos últimos dias, uma batalha jurídica entre o gigante de tecnologia Apple e o poderoso FBI tomou as manchetes dos principais jornais do país e do mundo.

A política interna americana torna-se cada vez mais interessante. Nos últimos dias, uma batalha jurídica entre o gigante de tecnologia Apple e o poderoso FBI tomou as manchetes dos principais jornais do país e do mundo.

O motivo é a exigência do FBI da criação de um software que dê acesso ao interior do sistema dos Iphones. O objetivo seria vasculhar o celular de Syed Farook, envolvido nos ataques ocorridos em San Bernardino, Califórnia, no ano passado.

A empresa negou-se a acatar o pedido. O presidente da Apple, Tim Cook, afirmou que a criação desse dispositivo ameaçaria a segurança e a privacidade dos usuários do Iphone. A briga já foi parar nos tribunais e ainda não tem desfecho definido.

Poucos acreditam no argumento do FBI. Farook está morto, e nenhuma organização radical islâmica assumiu a autoria do ataque. Assim como a SOPA, que pretendia “regular” a internet para fins de “segurança”, a investida do FBI contra o sistema dos Iphones visa ampliar o poder do governo dos EUA de xeretar a vida privada. Fiquemos atentos…

Deixe seu comentário

Leia também...

Por que os trabalhadores devem repudiar o PLS 116/17, que prevê a demissão de servidores?

No dia 4 de outubro de 2017, foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e …