Início / Documentos / Resoluções & Declarações / AP 470: Carta de esclarecimento ao Brasil de Fato

AP 470: Carta de esclarecimento ao Brasil de Fato

Em artigo de Alípio Freire publicado no site do jornal Brasil de Fato em 19/11, apesar de muitas posições corretas com relação à AP 470, existe um erro sobre o posicionamentos do que ele chama de “tendências do PT”. Enviamos a seguinte carta no dia 20/11 para esclarecer a posição da Esquerda Marxista e solicitando a retificação da matéria “STF, achincalhes, chicanas e deboches”.

Em artigo de Alípio Freire publicado no site do jornal Brasil de Fato em 19/11, apesar de muitas posições corretas com relação à AP 470, existe um erro sobre o posicionamentos do que ele chama de “tendências do PT”. Enviamos a seguinte carta no dia 20/11 para esclarecer a posição da Esquerda Marxista e solicitando a retificação da matéria “STF, achincalhes, chicanas e deboches”, que pode ser lida no link: http://www.brasildefato.com.br/node/26626

À redação do jornal Brasil de Fato,

Em artigo do Sr. Alípio Freire publicado em 19/11 está escrito:

“E as correntes do PT? Até o momento, exceto o líder de O Trabalho, Markus Sokol, os representantes das demais tendências não disseram a que vieram. Pensam se livrar de alguns camaradas que nas disputas internas se utilizam de métodos muitas vezes da direita para abater seus adversários? Vão agir como alguns deles que hoje criticam e até execram, mas aos quais já se aliaram em diversos momentos?”

Esta frase está absolutamente incorreta. A Esquerda Marxista, antes, durante e após o julgamento do STF sempre se posicionou contra as condenações e, agora, contra as prisões.

Logo após o julgamento, lançamos a proposta de um “Encontro Nacional de Trabalhadores em Defesa do PT e da CUT. Contra a Criminalização do Movimento Operário e Popular” que pode ser lido no link de nossa página:

http://marxismo.org.br/?q=content/encontro-nacional-de-trabalhadores-em-defesa-do-pt-e-da-cut

Agora, após as prisões, além de postagens em nosso Blog, publicamos a seguinte declaração: 

http://www.marxismo.org.br/?q=content/contra-os-ataques-da-burguesia-e-covardia-dos-dirigentes-do-pt-pela-anulacao-da-acao-penal

Com esses documentos, fica evidente que a Esquerda Marxista tem posição firme contra as condenações e prisões, compreendendo que essas ações fazem parte do ataque da burguesia para criminalizar o movimento operário e popular.

Além disso, não temos nenhum acordo em utilizar as injustiças do aparelho de Estado burguês para excluir militantes do movimento operário, por defenderem uma política antagônica à nossa, como é insinuado pelo artigo. Nossa posição é muito clara e se expressa nessa frase do chamado pelo Encontro citado anteriormente:

“Independente do que cada um de nós possa pensar sobre a política desenvolvida por Zé Dirceu, Genoíno e outros, estando ou não de acordo com ela, para nós é evidente que se trata, para o STF e a mídia, de através deles atingir todas as organizações da classe. Se há questões políticas e de métodos a serem resolvidas é a própria classe trabalhadora que deve resolver, e não o tribunal de exceção dos capitalistas chamado STF.”

Portanto, entendemos que o artigo publicado deve ser imediatamente retificado para estar de acordo com os fatos e a verdade. O que esperamos ser o objetivo do jornal Brasil de Fato, de sua página na internet e do colunista Alipio Freire.

Esquerda Marxista

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Fora Temer e o Congresso Nacional! Por um Governo dos Trabalhadores!

Politicamente, o governo Temer e seu principal aliado, o PSDB, estão acabados. É a hora …