Início / Artigos / Juventude / Acampamento Revolucionário 2016: “Para ajudar um mundo novo a nascer…”

Acampamento Revolucionário 2016: “Para ajudar um mundo novo a nascer…”

Convocatória do Acampamento Revolucionário 2016 da campanha nacional “Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde, Educação! Abaixo a Repressão!” que ocorrerá de 28 à 31 de janeiro na Flaskô, uma fábrica ocupada e controlada pelos trabalhadores, em Sumaré-SP.

Convocatória do Acampamento Revolucionário 2016 da campanha nacional “Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde, Educação! Abaixo a Repressão!” que ocorrerá de 28 à 31 de janeiro na Flaskô, uma fábrica ocupada e controlada pelos trabalhadores, em Sumaré-SP (região de Campinas).

“Para ajudar um mundo novo a nascer…”

Nos últimos anos, em todo o mundo a juventude sai às ruas, ocupa praças, vai à luta pelo direito a ter um futuro digno. As revoluções árabes na Tunísia e Egito, o Movimento dos Indignados na Espanha, o Movimento Occupy nos EUA, centenas de milhares de jovens no Canadá, Chile, Inglaterra, México! Na Grécia, as lutas desembocaram na construção de um novo governo para o país, encabeçado pelo SYRIZA. Na Espanha um processo similar está em curso com a ascensão do terremoto chamado PODEMOS. Em junho de 2013, milhões de jovens saíram às ruas por todo o Brasil contra o aumento das tarifas e contra a repressão, abrindo uma nova situação e novas perspectivas.

Após termos conseguido derrubar os 20 centavos, queríamos que todo o dinheiro público fosse usado para garantir transporte, saúde e educação públicos, gratuitos e para todos. Mas a resposta do governo foi mais repressão, criminalização generalizada dos que lutam e a continuidade do desvio de mais de R$ 1 trilhão por ano através da fraude chamada “Dívida Pública”.

Grandes lutas da classe trabalhadora entraram em cena a partir de 2014, greves de garis, condutores, educadores, bancários, metroviários, etc., algumas delas passando por cima das direções dos sindicatos que buscavam conter o movimento. O ano de 2015 começou com greves de metalúrgicos e de professores em diferentes estados. No Paraná, a greve e a mobilização dos servidores, que contou com a ocupação da Assembleia Legislativa do estado, colocou o governo Beto Richa (PSDB) na parede, impondo a retirada do pacote de maldades contra os direitos dos funcionários públicos. Em uma nova ofensiva do governo paranaense, a resistência dos educadores foi brutalmente reprimida pela polícia, mas isso não calou a luta e espalhou uma onda de solidariedade pelo país.

Dilma foi reeleita em 2014 não porque o povo apoiava a sua política, mas porque não queria a volta da direita mais reacionária representada por Aécio Neves, do PSDB. Entretanto, após a reeleição, Dilma aplica a mesma política dos tucanos, dando um golpe nos trabalhadores e jovens que a reelegeram. Um verdadeiro estelionato eleitoral que só fez crescer ainda mais o rechaço a este governo do PT em coalizão com a burguesia, cada vez mais submisso aos interesses do capital.

Desde 2013, não nos levantamos só pelos 20 centavos e não vamos parar de lutar só porque aumenta a repressão. Pelo contrário! Cada vez mais jovens chegam à conclusão de que só com luta é possível mudar o país, mudar o mundo. Mas sabemos que a luta precisa ser organizada e ter um programa claramente revolucionário. Por isso organizamos a campanha nacional “Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde, Educação! Abaixo a Repressão!”, construindo Comitês de Luta em cada escola, cada universidade, contra o capitalismo e pelo socialismo!

Em janeiro de 2015 nossa campanha realizou o primeiro acampamento revolucionário na fábrica ocupada Flaskô, com mais de 220 participantes de todo o Brasil, convidados de 5 países, muita discussão e diversas atividades culturais. Em junho de 2015, participamos do 54º Congresso da UNE, com dezenas de delegados eleitos em diversas universidades, nos somando à Oposição de Esquerda da UNE.

Agora convocamos todos os jovens que querem se dedicar à transformação revolucionária do mundo, que querem se organizar para lutar pela derrubada do capitalismo e todas as suas instituições podres, para o Acampamento Revolucionário 2016, que ocorrerá de 28 a 31 de janeiro, na Flaskô – uma fábrica ocupada e controlada pelos trabalhadores, em Sumaré-SP (região de Campinas). Serão 4 dias de troca de experiências, formação, oficinas, debates com jovens de todos os cantos do Brasil.

Junho de 2013 colocou o Brasil na esteira das mobilizações de massa que varrem o mundo. Nada permanecerá estável. Tudo que era sólido está se desmanchando no ar. E o novo, o amanhã está se debatendo nas entranhas do presente, lutando para nascer. E nascerá! Para ajudar um mundo novo a nascer, um mundo livre, fraterno e igualitário, vamos criar uma nova organização revolucionária de juventude neste acampamento! Ainda não decidimos que nome terá, que formas de luta vai adquirir, mas sabemos a que virá! Uma organização que combata a exploração e a opressão do capitalismo, que lute pela revolução, pelo socialismo! Junte-se a nós, participe do Acampamento Revolucionário 2016!

Programação

28/01/2016 (Quinta-Feira)
09:00-12:00 – Chegada das delegações de todo o Brasil
12:00-14:00 – Almoço
14:00-16:00 – Credenciamento, Montagem das barracas e apresentações musicais
16:00-17:00 – Visita guiada por dentro da fábrica ocupada Flaskô
17:00-19:00 – Mesa de Abertura do Acampamento Revolucionário 2016 (com convidados)
19:00-21:00 – Jantar
21:00-24:00 – Festa Vermelha (com músicos convidados)

29/01/2016 (Sexta-Feira)
08:00-09:00 – Café da Manhã
09:00-12:00 – Debate: Panorama das Lutas da Juventude no mundo (com convidados internacionais)
12:30-14:00 – Almoço
14:00-19:00 – Debate: O Programa da Revolução no Brasil
19:00-21:00 – Jantar
21:00-24:00 – Sarau Público, Gratuito e Para Todos (com poetas convidados)

30/01/2016 (Sábado)
08:00-09:00 – Café da Manhã
09:00-12:30 – GTs Movimentos Sociais; Movimento Estudantil Universitário; ME Secundarista
12:30-14:00 – Almoço
14:00-17:00 – Debate: Capitalismo e Machismo – A luta pela emancipação da mulher
17:00-19:00 – Formação: Hinos Revolucionários – Letras e Contextos
19:00-21:00 – Jantar
21:00-24:00 – Mostra Revolucionária (Apresentações Teatrais e Musicais de artistas convidados)

31/01/2016 (Domingo)
08:00-09:00 – Café da Manhã
09:00-12:30 – Plenária Final: Fundar uma nova organização revolucionária de juventude
12:30-14:00 – Almoço
14:00-16:00 – Levantar acampamento e partir

A taxa de inscrição dá direito a estadia e alimentação para os 4 dias!

Os descontos vão diminuindo conforme se aproxima a data do acampamento:

Até 30/06/2015: R$ 90
Até 31/08/2015: R$ 100
Até 30/11/2015: R$ 120
Até 15/01/2016: R$ 150

ENTRE EM CONTATO PARA SE INSCREVER:

facebook.com/PublicoGratuitoParaTodos

publicogratuitoparatodos@gmail.com

 

Deixe seu comentário

Leia também...

Por que a juventude precisa defender a revolução venezuelana?

Há um grande esforço da mídia em distorcer os acontecimentos na Venezuela, que é um …