Início / Sem Categoria / ABAIXO-ASSINADO

ABAIXO-ASSINADO

Para: À Prefeitura de São Paulo,
Câmara Municipal de São Paulo e Secretarias responsáveis
Petição pública contra o aumento da passagem de ônibus para R$3 e a favor da execução (urgente!) de medidas em prol da melhora do transporte público na cidade de São Paulo
Até o fim de dezembro de 2010 ou em janeiro de 2011, o prefeito Kassab pretende aumentar a passagem de ônibus, conforme afirmado por ele à imprensa, possivelmente para R$3. A medida está inclusa no texto do Orçamento da cidade de São Paulo para 2011. O vereador Milton Leite, relator de tal Orçamento, chegou a confessar à imprensa que o aumento da tarifa de ônibus pode até ultrapassar R$ 2,90, sendo que a passagem já aumentou de R$ 2,30 para R$ 2,70 em janeiro deste ano. E isso não é tudo. Mesmo com mais uma alta no preço da passagem, a gestão Kassab ainda propõe o aumento dos recursos que são repassados todos os anos às empresas de ônibus em forma de subsídios. Se aprovados, serão ao todo R$ 743 milhões. Kassab justifica os aumentos no preço das passagens no reajuste anual em prol da reposição da inflação. Mas o aumento para R$3 representaria uma alta de 26% em relação ao valor praticado em 2009, o que é mais do que o dobro da inflação no período e portanto NÃO JUSTIFICA a medida.

O argumento da prefeitura, aquele de todos os anos, de que os aumentos são necessários para melhorar o transporte também não merece crédito. Há anos o transporte público em São Paulo não vê os resultados desses repasses e aumentos. No caso da maioria das linhas de ônibus, a quantidade de veículos é insuficiente para atender a demanda nos horários de pico. Ou o cidadão aceita esperar horas por um ônibus ou vagão de metro/trem que o caiba decentemente, ou se submete a um transporte desumano, de tão superlotado. Além disso, esses veículos estão funcionando em péssimas condições de segurança e conforto, incluindo nesta problemática o fato de que as ruas e avenidas, principalmente de bairros, possuem pavimento impróprio (cheio de buracos e desníveis) para o tráfego.
A resolução de tais deficiências no transporte público em São Paulo (problemas que há décadas assolam quem mora nesta cidade e agora alcançam seu pico) se faz urgente. Todos sabem que investindo no transporte público se resolvem outros problemas, como o congestionamento e a poluição.
Mas os problemas apresentados devem ser resolvidos com os recursos que já foram repassados em todos esses anos anteriores, às companhias de ônibus, via subsídios e cobranças nas passagens, e não criando mais subsídios e cobranças maiores.
Cabe àqueles que nos representam na Prefeitura, Câmara e Secretarias, exigir que as companhias envolvidas cumpram com o seu papel, e resolvam essa dívida histórica com os milhões de cidadãos dessa cidade.
Quando entrevistado sobre a problemática, Alexandre de Moraes, ex secretário Municipal dos Transportes (que também é ex presidente da SPTrans e ex diretor da CEET!) respondeu à imprensa que o trânsito de São Paulo não é caótico e que ele até deixaria o carro em casa “se tivesse mais metrô e linhas rápidas” na cidade. Isso é o cúmulo da piada com a cara dos paulistanos que todos os dias precisam se submeter à esse péssimo serviço.
Assim, justifico e finalizo esta petição.
Os signatários

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …