Início / Artigos / Internacional / A militante palestina Khalida Jarrar foi presa!

A militante palestina Khalida Jarrar foi presa!

Na manhã de quinta-feira, dia 2 de abril, mais de 60 soldados da ocupação israelense atacaram a casa da parlamentar palestina Khalida Jarrar, uma dirigente da esquerda palestina e feminista.

Na manhã de quinta-feira, dia 2 de abril, mais de 60 soldados da ocupação israelense atacaram a casa da parlamentar palestina Khalida Jarrar, uma dirigente da esquerda palestina e feminista. Ela foi brutamente presa, o exército entrou em sua casa com um pontapé na porta e deteve seu marido em um quarto separado.

Dirigente da Frente Popular pela Libertação da Palestina (FPLP), Khalida Jarrar resistiu à ordem do exército de ocupação de expulsá-la de Ramallah à Jerico por seis meses em setembro de 2014.

Quem é Khalida?

Khalida é uma advogada palestina, especializada na defesa dos prisioneiros palestinos no complexo Addamer. Ela preside o Comitê do Conselho Legislativo Palestino dos Prisioneiros. Ela é igualmente ativa no movimento das mulheres palestinas, uma voz feminista de primeiro plano na defesa dos direitos das mulheres.

Desde 1998, ela foi proibida de viajar ao exterior da Palestina ocupada; em 2010, por necessidade de uma tratamento médico na Jordania, ela lutou durante meses em uma campanha publica para poder finalmente receber seu tratamento.

Em agosto e setembro de 2014, uma campanha internacional de apoio à Khalida Jarrar foi lançada, exigindo a anulação da “ordem de vigilancia especial” e de sua transferência forçada de Ramallah à Jericó. Jarrar recusou a expulsão para Jericó. Por outro lado, ela colocou uma tenda de protesto na corte do Conselho Legislativo Palestino, em Ramallah, onde ela viveu e trabalhou até a ordem que a retirou em 16 de setembro de 2014. “É a ocupação que deve deixar nossa pátria”, declarou Jarrar. A tenda foi visitada por inúmeros delegados paletinos e internacionais incluindo os membros internacionais do Parlamento.

Hoje, existem 18 membros do Conselho Legislativo Palestino declarados prisioneiros por Israel, sendo 9 em prisão administrativa sem processo ou pena. Os membros do CLP foram varias vezes e sistematicamente alvo das forças de ocupação israelenses.

A campanha Khalida Jarrar solidariedade é para exigir sua liberação imediata.

Libertem Khalida Jarrar !

Palestina viverá, Palestina vencerá !

Como você pode apoiar Khalida Jarrar:

1. Clique aqui: Envie uma mensagem para as forças de ocupação israelenses, exigindo a libertação imediata de Khalida Jarrar. É importante que eles descubram que Khalida tem apoiadores em todo o mundo que não vão ficar em silêncio diante dessa injustiça.

2. Assine a petição! Cadastre-se e compartilhar esta petição, exigindo liberdade para Khalida Jarrar, imediatamente !

3. Contacte o seu representante do Parlamento, representante ou membro do Parlamento Europeu. O ataque a Khalida é um ataque à legitimidade parlamentar palestina e sua expressão política. Os parlamentares têm a responsabilidade de pressionar Israel no sentido de cancelarem esta ordem.

4. Utilize os materiais de campanha para informar seus comunidade, parlamentares e outros sobre o caso de Khalida.

5. Realize e participe de um protesto no consulado ou embaixada israelense de seu país, em favor de Khalida Jarrar. Leve cartazes e folhetos sobre o caso de Khalida. Realize um evento em seu local de trabalho, seu local de estudo, sua organização, sua entidade e na sua comunidade, discutindo, num próximo evento, ato ou reunião o caso de Khalida, a Palestina e a luta por justiça social.

6. Boicote, sabote e sancione. Responsabilize Israel por suas violações do direito internacional. Não compre produtos israelenses, e faça campanha contra investimentos em empresas que lucram com a ocupação. Saiba mais em bdsmovement.net.

Liberdade para Khalida Jarrar, imediatamente !

Por favor, envie a carta abaixo para as forças de ocupação israelenses, exigindo sua libertação imediata:

Texto da carta :

Para o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e Brigadier General Dani Efroni:

Escrevo hoje para exigir a libertação imediata de um membro do parlamento palestino – Khalida Jarrar. Jarrar, ativista de longa data dos direitos dos prisioneiros de longa data e líder política, foi presa em sua casa em Ramallah nas primeiras horas da manhã de 02 de abril, tendo sua casa invadida por dezenas de soldados e seu marido trancado em outro quarto.

O objetivo de prender líderes políticos palestinos pelas forças de ocupação israelenses é uma tentativa óbvia de silenciar e reprimir as reivindicações palestinas pela liberdade, pelo fim da ocupação e da segregação. A prisão de Khalida Jarrar é também um ataque à liderança e organização das mulheres palestinas.

Milhares de pessoas e organizações em todo o mundo estão com Khalida Jarrar contra a sua transferência ilegal forçada e sua expulsão pelas forças de ocupação israelenses (IOF, em inglês) no outono do ano passado, e estamos com ela agora para exigir a sua libertação imediata.

O mundo está assistindo e nós estamos com Khalida contra esta injustiça.

Atenciosamente,

Data, Local

___________________

(Entidade, parlamentar, etc)

Deixe seu comentário

Leia também...

Para onde vai a China: voltar à economia planificada ou fortalecer o capitalismo?

No recente 19º Congresso do Partido Comunista Chinês, realizado de 18 a 24 de outubro …