Início / Teoria / A Herança Socialista de Milwaukee

A Herança Socialista de Milwaukee

Nos dias atuais, após as grandes manifestações em Wisconsin e a greve da Verizon, as massas nos EUA explodem sob a palavra de ordem Somos os 99 % do Movimento Ocupe, é importante trazer um pouco da história de lutas da classe operária estadunidense

Os Mártires de Chicago

Do México à Argentina, há lugares que levam esse nome. No dia 1º de maio de 1886 milhares de trabalhadores em todo Estados Unidos entraram em greve demandando a implantação da jornada de trabalho de 8 horas. Entre eles estavam os funcionários da Companhia McCormick Harvesting Machine, uma fabricante de máquinas para a agricultura que posteriormente passou a se chamar “International Harvester/ Navistar.” A polícia se arremessou contra o movimento e vários grevistas morreram em consequência desta repressão policial. No mesmo dia, em Milwaukee, 12.000 trabalhadores lançaram uma greve geral pela jornada de 8 horas e por liberdade sindical. No dia seguinte, quase 15.000 grevistas marcharam no maior desfile da história de Milwaukee.

No dia 13 de maio de 1886, os grevistas foram a cada fábrica pedindo aos trabalhadores para deixarem suas ferramentas e unir-se ao movimento. Em pouco tempo conseguiram fechar todos os centros de trabalho da cidade, com somente uma exceção: A North Chicago Rolling Mills, uma enorme produtora de aço na zona Bay View. O Governador do estado de Wisconsin, Jeremiah Rusk, ativou a polícia estadual.

No dia 4 de maio de 1886, realizou-se em Chicago um protesto contra a repressão policial aos grevistas da McCormick. Os policiais abriram fogo e uma bomba explodiu entre os grevistas. A imprensa amarela publicou notas tremendas.

Entretanto, em Milwaukee, 700 trabalhadores polacos se reuniram na igreja do Santo Stanislaus situada na esquina da Rua 5 e Mitchell. Daí partiram para a North Chicago Rolling Mills onde tiveram uma infrutífera reunião com os patrões e decidiram passar a noite num campo próximo. A polícia estadual se instalou dentro da fábrica e foi uma noite de intenso nervosismo.

Em 5 de maio de 1886, os trabalhadores em greve, que já contavam com 1500 homens, eles, suas mulheres e filhos começaram a marchar até a fábrica. A uma distância de 200 metros, o comandante de polícia lhes ordenou que se dispersassem. A ordem provavelmente nem foi ouvida naquela distância. Os grevistas continuaram avançando e o comandante ordenou à suas tropas a abrir fogo. Pelo menos 7 pessoas caíram mortas ou gravemente feridas, entre elas um menino de 12 anos e um trabalhador aposentado que estava observando a marcha do alpendre nos fundos de sua casa.

Em novembro de 1886, inflamados pela sangrenta repressão policial ao movimento sindical e apoiados por uma recente militância socialista, o Partido Popular (People’s Party ou Populists) obteve uma vitória eleitoral arrasadora: triunfaram em todas as eleições para os postos do município. Além disso, elegeram vários deputados estaduais e enviaram Henry Smith a Washington, como deputado federal.

O Partido Social-Democrata troca seu nome para Partido Socialista em 1919

Emil Seidel era o prefeito socialista de Milwaukee. (Na foto, junto a seu secretário pessoal, Carl Sandburg.) Seidel foi eleito em abril de 1910 sob uma onda de indignação por parte do eleitorado que estava farto da corrupção dos partidos tradicionais, juntamente com 21 dos 35 conselheiros municipais e a maioria dos supervisores do município.

Em novembro do mesmo ano, os Sociais-Democratas elegeram 13 representantes para a legislatura estadual e enviaram Victor Berger a Washington como o primeiro deputado socialista no Congresso dos Estados Unidos. Seidel perdeu a reeleição em 1912 quando os Republicanos e Democratas se uniram para derrotá-lo. Mas, logo em seguida foi eleito por muitos anos como vereador.

Victor L. Berger é geralmente reconhecido como o fundador do movimento socialista em Milwaukee. Nascido no Império Austro-Húngaro veio para Milwaukee em 1881 onde era redator de periódicos em alemão e inglês. Na vitória Social-Democrata de abril de 1910. Berger foi eleito diretor das escolas públicas e, em novembro de 1910 foi eleito como primeiro deputado socialista no Congresso dos Estados Unidos. Nesse cargo, Berger advogou pelos direitos da classe trabalhadora e se opôs à intervenção militar no exterior (como na Revolução Mexicana e na Primeira Guerra Mundial) Em 1912, os Republicanos e Democratas se aliaram para que ele não fosse reeleito.

Em março de 1918, a Fiscalização Federal em Chicago denunciou a Berger e a outros líderes socialistas de “conspirar e violar o Ato Contra Espionagem” por haver-se oposto à participação dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial. Um mês depois, em uma eleição especial para o Senado, Berger recebeu mais de 26% dos votos como o candidato pacifista. Em novembro de 1918, Berger foi eleito novamente ao Congresso, mas a Câmara dos Representantes o rejeitou. Para seu lugar, convocaram uma eleição especial para dezembro de 1919, na qual Berger triunfou com uma maioria absoluta de 55% dos votos.

Berger não foi reeleito em 1920 porque os Republicanos e Democratas se aliaram de novo para derrotá-lo. Porém, em 1922, Berger triunfou novamente e permaneceu no Congresso até 1926. Durante seu período como deputado, Berger advogou a favor de muitas reformas que foram adotadas mais tarde como parte do “New Deal”, entre elas o Seguro Social, o seguro desemprego, e o direito de formar sindicatos de trabalhadores. Berger também lutou para trocar os duros termos do tratado de Versailles porque temia que ele contribuísse para preparar o terreno para outra guerra mundial.

Berger não foi reeleito em 1926, e voltou a Milwaukee como redator do Cotidiano, The Milwaukee Leader. Quando morreu, em 1929, mais de 75 000 pessoas compareceram à rotunda da prefeitura de Milwaukee para dar-lhe o último adeus.

Daniel W. Hoan era advogado da central sindical Wisconsin State Federation of Labor no começo do século XX. Neste posto, ajudou a formular o primeiro programa de indenizações trabalhistas na América do Norte. Hoan foi eleito advogado da cidade na vitória Social-Democrata de 1910. Em 1916 foi eleito prefeito socialista de Milwaukee. Durante 24 anos, Hoan lutou para limpar a corrupção que dominava o sistema político de Milwaukee. Substituiu o clientelismo por concursos públicos para obter emprego municipal. Hoan lutou para que o governo municipal fosse o dono do transporte público e do sistema de eletricidade e também para que se construíssem centros de recreação, banheiros, residências, hospitais, parques e escolas públicas de qualidades. Os socialistas lutaram para reduzir (e eventualmente eliminar) a dívida municipal. Devido a sua liderança, Milwaukee obteve o primeiro lugar em muitas competições entre municípios devido aos seus avanços em saúde pública, transparência governamental e responsabilidade fiscal. Numa época em que os tribunais qualificavam o sindicalismo como um complô para restringir o comércio, os Socialistas defenderam os direitos do trabalhador.

Frank P. Zeidler era o prefeito socialista de (1948 – 1960). Durante seus três períodos de governo, seu programa de incorporações municipais aumentou o território da cidade em quase 100 %. Zeidler também lutou para que se estabelecesse a televisão pública em Milwaukee (apesar da oposição dos canais privados), para que se construíssem corpos de bombeiros e bibliotecas públicas em todos os bairros da cidade, para a construção do Museu Público e para um programa de renovação de residências. Devido a sua postura a favor de construção de residências públicas, os inimigos de Zeidler o denunciaram como comunista e amante de negros.

Rick Kisséll é tradutor e militante socialista norte-americano

Foto: retrato de Victor L. Berger

Poster criado por Rick Kisséll (texto) e Rick Petrie (imagens) com a ajuda de John Guarda e Anita Zeidler

Deixe seu comentário

Leia também...

Lições dos quatro primeiros congressos da Internacional Comunista

Discutiremos aqui os quatro primeiros congressos da Internacional Comunista (IC), ainda dirigidos por Lenin e …

Deixe uma resposta