Início / Política Nacional e Internacional | Ver Mais / Resoluções & Declarações / A Esquerda Marxista repudia a invasão policial das sedes regionais do Sindicato dos Bancários

A Esquerda Marxista repudia a invasão policial das sedes regionais do Sindicato dos Bancários

 

Tomamos conhecimento por meio de nota divulgada por Luiz Nassif que o Sindicato dos Bancários foi invadido ontem a noite pela policia militar do estado de São Paulo. Ver ao final a integra da nota de Nassif.

Tomamos conhecimento por meio de nota divulgada por Luiz Nassif que o Sindicato dos Bancários foi invadido ontem a noite pela policia militar do estado de São Paulo. Ver ao final a integra da nota de Nassif.

A Esquerda Marxista repudia mais essa agressão e perseguição da burguesia contra os trabalhadores. A invasão militar, na noite de ontem, das sedes dos bancários, nos faz lembrar os anos de chumbo da ditadura militar.

Já alertamos seguidas vezes que a burguesia não suporta as organizações dos trabalhadores. Ela, e seus governos, atacam o Sem Terra, os Sem Teto, o Movimento de Ocupação de Fábricas (Cipla, Interfibra e Flaskô), prendem e assassinam trabalhadores, cortam ponto de trabalhadores em greve, os substituem por outros, impedem que os trabalhadores façam piquetes em suas greves, querem proibir que os chamados setores essenciais possam realizar greves.

Repudiamos essa invasão, condenamos os ataques contra os trabalhadores e suas organizações, somos contra a criminalização da classe trabalhadora e de seus dirigentes.

Nossa solidariedade aos bancários!

Esquerda Marxista

 

A pedido de Serra, Policia invade Sindicato dos Bancários

Luis Nassif

Agora à noite, oficiais de Justiça, acompanhado de policiais, invadiram as 7 sedes regionais do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Com autorização inclusive para arrombar portas e armários, abriram gavetas, vasculharam arquivos, atrás de supostos materiais de campanha contra Serra.

O pedido foi feito pela Coligação Avança São Paulo, de Serra. A ordem inicial era a de recolher a Folha Bancária que, segundo denúncias, traria material de propaganda eleitoral.

Em toda eleição, o Sindicato reserva a última edição, antes da votação, para externar a posição política da diretoria. Foi a isso que se aferrou o grupo de Serra.

Deixe seu comentário

Leia também...

Comunicado da Corrente Marxista Internacional sobre o referendo da independência catalã

Nós publicamos aqui um comunicado da Corrente Marxista Internacional sobre a crise na Espanha. O …