Início / Artigos / Economia / A ameaça da volta da inflação

A ameaça da volta da inflação



Wanderci Bueno

Em breve estaremos na primavera e há sinais de que será uma primavera tempestuosa. A situação econômica no mundo está parecendo estar indo para uma ribanceira, morro abaixo. E no Brasil parece um carro que vem em alta velocidade e de uma hora para outra é obrigado a frear no meio de uma curva.

A inflação chegou a 7,23% em 12 meses. A LG demitiu 200 trabalhadores.

Montadoras começam a dar férias coletivas antecipadas para queimarem a superprodução que abarrota os estoques.


Aumenta o número de pessoas endividadas e de inadimplentes. As obras do PAC estão atrasadas. O governo já cortou 50 bi do orçamento, desonerou a folha de pagamentos de várias empresas, deixou de cobrar IPI e orienta as empresas estatais para não aumentarem os salários e pede o mesmo às empresas privadas. Nos EUA os ricaços se oferecem para pagar mais impostos, aqui o governo presenteia-os com isenções. 

Os professores estão em luta, servidores municipais também em luta, várias categorias de trabalhadores industriais por meio de greves conseguiram reajustes acima da inflação.Agora com a alta da inflação, e caso ela permaneça ou cresça, isso logo incidirá nos salários, desvalorizando-os. O consumo tenderá a diminuir, os empresários buscarão aumentar os preços e isso poderá afetar o índice do custo de vida.

Parece que os trabalhadores serão obrigados a realizar duros combates nesta primavera. Categorias importantes realizarão suas campanhas salariais neste segundo semestre: os trabalhadores não devem pagar pela crise!


Deixe seu comentário

Leia também...

As necessidades do governo são parte da exploração dos trabalhadores

Enquanto o ilegítimo presidente Temer tentava convencer os parlamentares a irem contra seu processo de …