Arte & Cultura

Profissão do artista em perigo? Uma análise sobre o que é a DRT e a luta dos artistas e técnicos por seus direitos

O SATED-SP lançou uma campanha contra o que chamam de “a extinção do registro profissional de artistas e técnicos”, envolvendo a luta contra a extinção da DRT, sigla para Diretoria Regional do Trabalho, referente ao registro feito na Carteira de Trabalho do artista ou técnico ou impresso diretamente pelo próprio …

Continue lendo... »

A repressão ao Espetáculo Teatral “Blitz – O império que nunca dorme”, da Trupe Olho da Rua, e seu significado

Entrevista com o ator e diretor Caio M. Pacheco A compreensão da relação entre a produção artística e a política é das mais complexas. Embora o marxismo possa – e já demonstrou muitas vezes seu potencial nesta questão – colaborar muito com a análise e desenvolvimento da teoria no campo …

Continue lendo... »

A Terceira Margem – Crítica

Ouvi algumas histórias sobre mulheres e crianças de tribos indígenas serem pegas no laço. Os fazendeiros contratavam capangas para expulsar os indígenas de suas terras. Esses homens matavam as pessoas, queimavam as aldeias e, em alguns casos, raptavam as mulheres e as crianças.

Continue lendo... »

Sufragista – Crítica

Um filme dedicado a um personagem ou evento histórico corre o “risco” de ser uma versão oficial. Assim, quando um cineasta resolve dedicar uma obra à história, deve tomar cuidado para não ser desonesto com o expectador. Não quero impor uma regra à arte cinematográfica, mas quando assisto uma cinebiografia, …

Continue lendo... »

Jovem Marx – Crítica

Até o presente momento nenhuma distribuidora teve interesse em lançar Jovem Marx nos cinemas. Então, ao cair na internet vários militantes e simpatizantes da obra do pensador alemão começaram a compartilhá-lo. É triste não podermos assisti-lo em tela grande. Faltou, talvez, uma visão de mercado aos distribuidores, afinal a situação …

Continue lendo... »

Os comunistas e a censura

Na tarde de quinta-feira (14/9) um quadro que estava em exposição no Museu de Arte Contemporânea, em Campo Grande, foi confiscado com a alegação de “incitação ao crime”. O quadro trazia em seu título a palavra “pedofilia”, que, segundo a coordenadora do Museu, Lucia MontSerrat, trata-se de uma obra de …

Continue lendo... »